privatização/exclusivo

Em visita a Pernambuco, Lula e Raquel enfrentarão protesto dos metroviários contra a privatização do Metrô

"Em 2023, realizamos a primeira greve do Governo Lula, por tempo indeterminado, que durou 23 dias, pela retirada da CBTU do PND. A próxima greve será ainda maior", prometem os sindicalistas

Imagem do autor
Cadastrado por

Jamildo Melo

Publicado em 18/01/2024 às 12:06 | Atualizado em 18/01/2024 às 12:18
Notícia
X

O presidente Lula vai enfrentar protesto dos metroviários de Pernambuco, liderados pelo Sindmetro-PE, que se opõem radicalmente à estadualização e posterior privatização do Metrô do Recife. O protesto dos metroviários será na frente da Refinaria Abreu e Lima.

A governadora Raquel Lyra, que já confirmou interesse em estadualizar o Metrô para privatização imediata, também será cobrada pelos trabalhadores.

“Se o governo pensa que vai nos cansar, está enganado! Fizemos a primeira greve do governo Lula, em 2023. Neste ano, 2024, vamos realizar uma greve maior ainda por tempo indeterminado. O que o governo quer? Que aconteça a privatização do Metro de Pernambuco como ocorreu em Belo Horizonte? Não, Lula! Não iremos deixar! Vamos fazer 12 meses de mobilização intensa contra a privatização do Metrô!", afirmou o presidente do Sindmetro-PE Luiz Soares.

"Tentaram até nos desmobilizar, não aceitamos e o ato está mantido! Toda vez que Lula vier para Recife, ou qualquer cidade de Pernambuco, lá estarão os metroviários na luta por um Metrô do Recife público, de qualidade, com investimentos, segurança para os passageiros e trabalhadores", disse Luiz Soares.

Os metroviários de Pernambuco afirmam que não aceitam que, após a conclusão dos estudos feita pelo BNDES, seja validada a privatização deste sistema como única opção para a transferência ao Governo do Estado de Pernambuco.

Divulgação
Luiz Soares, presidente dos Metroviários - Divulgação

Leia na íntegra o Manifesto que será entregue ao presidente Lula.

MANIFESTO DA CATEGORIA METROVIÁRIA PELA RETIRADA DA CBTU E DA TRENSURB DO PND E POR MAIS INVESTIMENTOS NO METRÔ DO RECIFE

Excelentíssimo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva,

Cumprimentamos Vossa Excelência e reiteramos nosso pedido pela retirada do Metrô Recife e da Trensurb do Programa Nacional de Desestatização (PND). Defendemos a recuperação do sistema pelo Governo Federal, mantendo a CBTU como uma empresa pública e federal.

O senhor, Presidente Lula, precisa honrar a promessa feita durante a pré-campanha, em 21 de julho de 2022, quando ainda era pré-candidato. Na ocasião, Vossa Excelência recebeu o dossiê sobre o sucateamento do Metrô do Recife e nossa reivindicação pela não privatização do mesmo.

Atualmente, aguardamos os novos estudos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) sobre a recuperação e desestatização da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e a concessão do serviço de transporte ferroviário urbano de passageiros na Região Metropolitana do Recife/PE.

Nós, metroviários e metroviárias de Pernambuco, não aceitaremos que, após a conclusão dos estudos feita pelo BNDES, seja validada a privatização como única opção com a transferência para o Governo do Estado de Pernambuco. A estruturação de um modelo de concessão e a outorga para Pernambuco da concessão/privatização da operação do serviço para a iniciativa privada. Não é a privatização que vai resolver o problema do Metrô de Recife, são os investimentos que vão retomar e refazer o que já foi considerado no passado, como o melhor Metrô do Brasil. Queremos um Metrô público, estatal federal e de qualidade para as pessoas e só quem pode garantir isso é o Governo Federal.

EM 2024, IREMOS FAZER A SEGUNDA GREVE DO GOVERNO LULA

Em 2023, realizamos a primeira greve do Governo Lula, por tempo indeterminado, que durou 23 dias, pela retirada da CBTU do PND. A próxima greve será ainda maior. Durante o período de greve, organizamos uma caravana para Brasília-DF, participando de um grande ato contra a privatização em 17 de agosto de 2023. Esse ato foi um protesto contra o Governo Lula pela retirada da CBTU do PND e contou com a participação de metroferroviários de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul (Trensurb).

O Sindmetro-PE, em 2024, realizará uma campanha mais ampla contra a privatização, utilizando veículos de massa como emissoras de TV, rádios, ônibus, outdoors, sites e blogs. Buscaremos ampla divulgação, mostrando a verdade dos fatos e afirmando que o Governo Lula parece seguir o propósito do governo anterior (Governo Bolsonaro), que sucateou o sistema com o intuito de precarizar o serviço e vendê-lo às elites empresariais.

COMISSÃO DO SENADO FEDERAL CONSTATOU SITUAÇÃO 'ESTARRECEDORA' DO METRÔ DO RECIFE

O presidente da Comissão de Assuntos Sociais do Senado (CAS), Humberto Costa (PT-PE), classificou como "estarrecedora" a situação do Metrô do Recife. O senador comandou uma comitiva formada por parlamentares e outras autoridades que realizou uma vistoria em 21 de agosto de 2023 nas instalações do modal de transporte que atende a região metropolitana da capital de Pernambuco. O objetivo da diligência é encontrar soluções para a crise na infraestrutura do sistema.

REUNIÃO DO FÓRUM PELA MOBILIDADE E DEFESA DO METRÔ ACONTECERÁ EM 2 DE FEVEREIRO

O Sindicato dos Metroviários de Pernambuco (Sindmetro-PE) e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (CREA-PE) realizarão a primeira reunião do Fórum pela Mobilidade e Defesa do Metrô em 2024, em 2 de fevereiro, às 10h, no Auditório Dom Helder da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). Durante o encontro, a Comissão de Assuntos Sociais do Senado, presidida pelo Senador Humberto Costa (PT-PE), apresentará o relatório resultante da visita técnica realizada em 10 de julho do ano passado, que comprovou o sucateamento do Metrô de Pernambuco. Em audiência realizada em Recife, defendemos a não privatização do Metrô.

MANIFESTO DA CATEGORIA METROVIÁRIA PELA RETIRADA DA CBTU E DA TRENSURB DO PND E POR MAIS INVESTIMENTOS NO METRÔ DO RECIFE

Tags

Autor