bastidores das eleições

Liana Cirne defende Carlos Veras para vice de João Campos; Entenda a estratégia

Liana Cirne tem encontro com Carlos Veras e trata sobre cenário político

Imagem do autor
Cadastrado por

Jamildo Melo

Publicado em 25/01/2024 às 8:48 | Atualizado em 25/01/2024 às 10:40
Notícia
X

Políticos não nascem necessariamente encangados, mas podem se encangar. O entrelaçamento pode acontecer, por exemplo, por afinidade de grupo e acordos eleitorais prévios, que amarra seus destinos com uma linha invisível mas presente.

Com alarde, nesta quarta-feira (24), a vereadora do Recife Liana Cirne (PT) teve um encontro com o deputado federal Carlos Veras (PT). A reunião ocorreu após a divulgação do projeto de decreto legislativo protocolado por Liana Cirne concedendo o título de Cidadão Recifense a Veras, natural de Tabira, no Sertão.

O nome do parlamentar tem sido posto por uma ala do PT para ser possível vice de João Campos (PSB). Nas redes sociais, Liana escreveu que a conversa foi “sobre o Recife e o carinho de Lula” pela cidade. “Conversa boa, animada e esperançosa”, disse Liana Cirne ao publicar foto ao lado do petista.

Caso Carlos Veras vire candidato a vice e tenha que se afastar do mandato, quem assume a cadeira de deputada federal é justamente Liana, oficialmente a suplente dele.

Nas fotos também aparece João da Costa e o vereador Jairo Brito. A ideia do grupo é que, Liana fora da Câmara Municipal, o ex-prefeito assuma o mandato, como suplente, e possa tentar voltar como vereador, com um mandato.

A expectativa geral destas alas do PT é a seguinte: Diante das especulações de que João Campos planeja optar por uma chapa puro-sangue, escolher um nome do próprio PSB, existe a torcida interna para que o presidente Lula atue diretamente para emplacar um nome do PT como candidato a vice na disputa pela Prefeitura do Recife.

De acordo com informações de bastidores, quando estive no Recife na semana passada, para o evento da Escola de Sargentos e Refinaria Abreu e Lima, Lula pediu ao atual gestor do Recife que o PT estivesse como vice, sendo acatado pelo socialista.

Assim, com a confirmação e a proximidade das eleições, a corrida para definir um nome dentro do PT ganhou mais força.

Carlos Veras tomou café da manhã com o presidente Lula e destacou que o encontro no Recife foi “para traçar os melhores caminhos para unir e reconstruir Pernambuco e o Brasil”.

A senadora Teresa Leitão (PT), de outra ala diferente de Veras, e o presidente estadual do partido, deputado estadual Doriel Barros, também participaram do encontro com o presidente e cacique do PT.

Carlos Veras foi eleito deputado federal pela primeira vez em 2018 e segue em ascensão no PT. Nos últimos dias tem intensificado suas agendas ao lado de aliados do partido, para emplacar seu nome como vice. Mas ele não está só nesta corrida.

Veras é o único deputado federal do PT em Pernambuco e tem ligação com o senador Humberto Costa (PT), escolhido como coordenador nacional do Grupo de Trabalho Eleitoral da sigla, responsável por fortalecer o PT para a disputa das eleições municipais de 2024.

Com sua base política ligada à agricultura familiar e lutas do campo, o político também foi presidente da Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco (CUT-PE).

Outra ala do PT tem outro candidato

Como nem todos podem saber, Carlos Veras, que tem se jogado mais nesta empreitada, não está sozinho na corrida, uma vez que outra ala do PT defende o nome do ex-vereador Mozart Sales. Ele é bem articulado, foi diretor da Hemobrás  e hoje trabalha ao lado do ministro Alexandre Padilha, no Palácio do Planalto.

Entre seus aliados locais, constam a senadora Teresa Leitão, os irmãos Osmar e Oscar Barreto. No entanto, mais inteligente politicamente, a senadora Teresa Leitão não dá sinais de entrar na luta fraticida que o PT viveu no passado recente.

As movimentações nas alas do PT são uma indicação de que houve avanço nas negociações para a formação da chapa do PSB. Não necessariamente com estes dois nomes. Uma vez que acatar o nome de Veras ou Mozart seria contemplar uma da alas e não todo o partido.

Tags

Autor