BUCAS

Cachorro que desapareceu de local do acidente de carro que levou sua tutora à morte é encontrado após 7 dias

Haroldinho estava em uma mata próxima à estrada onde o carro de sua tutora capotou. Caso aconteceu no dia 22 de agosto na BR-174

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 30/08/2021 às 10:53
Notícia
ARQUIVO PESSOAL/CORTESIA
Haroldinho foi resgatado debilitado, e posteriormente internado em uma clínica veterinária - FOTO: ARQUIVO PESSOAL/CORTESIA
Leitura:

Foi encontrado nesse sábado (28) o cachorro Haroldinho, que desapareceu do local do acidente que levou sua tutora à morte no final de semana anterior, em 22 de agosto. Quando o carro capotou na BR-174, em Pontes e Lacerda, no Mato Grosso, a caixa de transporte onde o cão estava quebrou, e ele fugiu do local. As informações são do G1.

A família da vítima e enfermeira Ianne Lanna de Souza Rocha, de 27 anos, mobilizou buscas durante 7 dias. Nas redes sociais, parentes publicaram anúncios à procura pelo yorkshire de 2 anos. "Sua tutora faleceu, e a família está sofrendo muito. Nos ajude a encontrá-lo, pois ela o amava", escreveram.

Com isso, receberam ligações de que o cachorro estaria em uma mata perto da estrada, e concentraram as buscas no local até o encontrarem. O animal foi resgatado debilitado, e posteriormente internado em uma clínica veterinária.

"Ele foi encontrado no pasto de uma fazenda. Passou fome, frio, sede, medo. Encontrá-lo foi um verdadeiro milagre", disse a cunhada da enfermeira Ianne Lanna de Rocha, Izabela Almeida ao G1. "Ele está estável. Não tem fratura, machucados ou picada de bichos. Internamos, porque está magro, mas está se recuperando e não corre risco de vida. Logo estará em casa", explicou.

O caso

Segundo o G1, Ianne Lanna e o marido voltavam de Porto Velho em um Ford KA que capotou na BR-174. À polícia, o esposo disse que um caminhão fez uma ultrapassagem proibida e, para evitar um acidente, ele saiu para o acostamento. Entretanto, quando foi retornar para a rodovia, perdeu o controle direção. A enfermeira chegou a ser socorrida até um hospital próximo, mas não resistiu aos ferimentos.

Conhece alguma história curiosa sobre animais de estimação e quer vê-la publicada na Meu Pet? Envie sua sugestão para kgonzaga@jc.com.br

Comentários

Últimas notícias