COLUNA MOBILIDADE

Ministério da Saúde promete normas para reduzir risco de covid-19 e testagem no transporte coletivo

A antecipação da vacinação dos profissionais do transporte público coletivo brasileiro, no entanto, não foi abordada

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 16/04/2021 às 11:19
Notícia
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
A portaria será feita em conjunto com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou em café da manhã com jornalistas em Brasília nesta semana que deverá ser editada em breve uma portaria com recomendações para reduzir o risco de contágio pela covid-19 nos transportes públicos. A portaria será feita em conjunto com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). Entre as normas a serem sugeridas, há formas de evitar aglomerações nos ônibus, trens e metrôs.

O ministro disse que o documento está sendo elaborado por técnicos da Secretaria Extraordinária de Combate à Pandemia de covid-19. O grupo é formado por especialistas, médicos e cientistas e atua no Ministério da Saúde. A proposta, no entanto, terá caráter de orientação, permanecendo a autonomia dos municípios e estados para definirem suas regras para o transporte coletivo.

A antecipação da vacinação dos profissionais do transporte público coletivo brasileiro, no entanto, não foi abordada. O apelo para receber a vacina o mais rápido possível tem sido feito pela categoria rodoviária e metroviária com frequência, e em todo o País. Quase toda semana são realizados protestos pedindo a antecipação da vacina para motoristas, cobradores e funcionários em geral do transporte público brasileiro.

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Quase toda semana são realizados protestos pedindo a antecipação da vacina para motoristas, cobradores e funcionários em geral do transporte público brasileiro - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM

TESTAGEM PARA PASSAGEIROS E MOTORISTAS

Aos jornalistas, o Ministério da Saúde também afirmou estar estudando modelos de testagem para passageiros e funcionários dos sistemas de transporte coletivo, inspirados em exemplos internacionais que possam ser adaptados ao Brasil.

LEIA A REPORTAGEM Eles não podem parar. E estão morrendo

“É uma testagem para retomada da mobilidade. Estamos vendo as melhores práticas e a partir disso a gente define quem seria testado, se os motoristas ou alguns passageiros. A expectativa é de apresentar isso para o ministro em breve”, disse o secretário extraordinário Rogério Cruz. Também devem ser lançadas campanhas para incentivar o uso correto de máscaras nos ônibus, metrôs, trens, estações e terminais.

Comentários

Últimas notícias