COLUNA MOBILIDADE

São Luís, no Maranhão, terá ônibus com tarifa zero

Serviço sem cobrança de passagem será numa região específica da capital (Vila Luisão) e apenas para comerciários que largam após 21h

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 20/07/2021 às 18:32
Notícia
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
A novidade foi anunciada pelo governador do Maranhão, Flávio Dino, nas redes sociais - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

O governador do Maranhão, Flávio Dino, anunciou nas redes sociais nesta terça-feira (20/7) que o Estado terá um sistema de transporte público por ônibus com tarifa zero, ou seja, passagem de graça. O serviço será chamado de Expresso Trabalhador e terá atendimento restrito a São Luís, servindo apenas aos moradores da região da Vila Luisão, bairro da periferia da capital, e comerciários que largam do trabalho após 21h.

Segundo as poucas informações repassadas por Flávio Dino nas redes sociais, o novo serviço de ônibus tarifa zero deverá começar a operar em outubro deste ano. Na mensagem, o governador não detalha, por exemplo, quais as fontes de recursos que irão cobrir a gratuidade para a população: se será dos cofres públicos, por exemplo. Também não faz qualquer estimativa sobre o custo do novo serviço.

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Em 2019, o Brasil tinha 16 cidades praticando o transporte tarifa zero. São Luís será a primeira capital - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM

"Em outubro, vamos implantar um serviço de ônibus com tarifa zero na Ilha de São Luís, inicialmente para moradores da região da Vila Luisão (via Nova Litorânea) e para comerciários que encerram expediente após 21h. Será o Expresso do Trabalhador, novo projeto do governo do Maranhão", escreveu o governador.

Transporte coletivo gratuito cresce no Brasil

Se vingar, São Luís será a primeira capital a ter transporte tarifa zero - o que é um grande avanço. "O governador Flavio Dino inova ao ser o primeiro governador a anunciar tarifa zero em um serviço de transporte público! E é a primeira gestão de esquerda a promover o tema em bastante tempo. Apesar do que se pensa, tarifa zero vem sendo implantada em gestões de centro e centro-direita", comemorou o coordenador de Mobilidade do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Rafel Calábria, defensor e estudioso da tarifa zero no transporte público coletivo.

A REALIDADE BRASILEIRA

Decisão política e, principalmente, preocupação social. Esses são os princípios básicos dos modelos de transporte coletivo tarifa zero. Ou seja, quando o passageiro não paga pelo transporte para ir e vir. Algo ainda utópico para muitos gestores públicos, os serviços gratuitos estão crescendo no País. Os passos ainda são pequenos para uma longa estrada, mas eles estão sendo dados por alguns gestores municipais. E isso é o que importa. Atualmente, existem 16 cidades no Brasil com mais de 20 mil habitantes que adotaram o modelo. O levantamento foi feito pelo Idec, que tenta organizar uma solução estrutural de financiamento para o transporte público brasileiro usando as cidades pequenas como modelo.

 

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Em 2019, o Brasil tinha 16 cidades praticando o transporte tarifa zero. São Luís será a primeira capital - FOTO:FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM

Comentários

Últimas notícias