COLUNA MOBILIDADE

Alargamento da BR-232 terá ciclovia e baias para ônibus

O projeto de readequação viária da área foi lançado na manhã desta sexta-feira (29/10), pelo governador Paulo Câmara, custará RS 93 milhões, deverá começar em janeiro de 2022 e terá duração de 12 meses

Roberta Soares
Cadastrado por
Roberta Soares
Publicado em 29/10/2021 às 16:47 | Atualizado em 29/10/2021 às 17:15
Divulgação/Seinfra
A ciclovia, segundo promessa do governo de Pernambuco, será implantada em todo o trecho da rodovia que será alargado - FOTO: Divulgação/Seinfra
Leitura:

Uma das novidades do projeto de alargamento da BR-232 na saída do Recife em direção ao Interior do Estado é a construção de uma ciclovia para os ciclistas ao longo dos 6,7 quilômetros que sofrerão a intervenção. O projeto de readequação viária da área foi lançado na manhã desta sexta-feira (29/10), pelo governador Paulo Câmara, custará RS 93 milhões, deverá começar em janeiro de 2022 e terá duração de 12 meses.

Alargamento da BR-232 na saída do Recife começará em janeiro e custará R$ 93 milhões. Conheça o projeto

Anúncio de triplicação da BR-232, no Recife, abre caminho para futura concessão da rodovia. Entenda

Vai pegar a estrada? Confira quais os trechos mais perigosos da BR-101 e da BR-232 em Pernambuco

Divulgação/Seinfra
Baias para os ônibus nos 15 pontos de embarque e desembarque, sinalização horizontal e vertical para garantir a travessia dos pedestres, e uma nova iluminação em LED também serão instaladas - Divulgação/Seinfra

A ciclovia, segundo promessa do governo de Pernambuco, será implantada em todo o alargamento, que compreenderá o trecho entre o Km 4,70 (entroncamento com a BR-101), no fim da Avenida Abdias de Carvalho, no início do bairro do Curado, na Zona Oeste do Recife, e o KM 11,50, (entroncamento com a BR-408), na mesma região da capital. O equipamento ficará sempre na margem sul da rodovia (do lado do Jardim Botânico do Recife).

Baias para os ônibus nos 15 pontos de embarque e desembarque, sinalização horizontal e vertical para garantir a travessia dos pedestres, e uma nova iluminação em LED também serão instaladas. “Esse foi um grande desafio. Fazer uma adequação da capacidade viária da rodovia considerando o aspecto urbano dela, que virou uma avenida da cidade. Por isso precisamos considerar a segurança dos pedestres e dos ciclistas. Também faremos as adequações para o transporte público que transporta 28 mil pessoas todos os dias na região”, pontuou Fernandha Batista, secretária de Infraestrutura de Pernambuco e quem está à frente do projeto.

A secretária lembrou que menos de 40% do trecho que será alargado tem, atualmente, calçadas. Após as obras, 100% contará com o acesso para pedestres.

Divulgação/Seinfra
Projeto de triplicação (alargamento) da BR-232 na saída do Recife - Divulgação/Seinfra
Divulgação/Seinfra
Projeto de triplicação (alargamento) da BR-232 na saída do Recife - Divulgação/Seinfra

PARCERIA COM A PREFEITURA

A Prefeitura do Recife entrará no projeto de readequação viária da BR-232 na saída do Recife com a elaboração do projeto paisagístico para ser implantado nas duas alças de acesso à rodovia, na confluência com a BR-101. A proposta aproveitará os agricultores familiares que vivem e produzem há anos no entorno das alças. “O projeto de paisagismo contemplará toda a parte de jardinagem e de iluminação cênica, dando à entrada do Recife outra perspectiva de visão e completamente integrada à triplicação da via”, explicou Cinthia Mello, chefe do Gabinete de Projetos Especiais da Prefeitura do Recife. A execução será nos últimos meses das obras viárias por se tratar de intervenção paisagística. Ainda não se sabe o valor.

Confira o especial multimídia DESCAMINHOS

A perspectiva do governo do Estado é que a adequação da capacidade viária do trecho rodoviário reduza o tempo de viagem nos 6,7 quilômetros em 58%, passando dos atuais 60 minutos para 25 minutos.

Conheça o projeto: 

Triplicacao_BR232 by Roberta Soares on Scribd

Comentários

Últimas notícias