COLUNA MOBILIDADE

Projetos de ciclovias na Avenida Caxangá e em outros quatro corredores do Recife serão feitos pelo governo de Pernambuco

As avenidas que deverão ganhar a futura estrutura ficam na Zona Sul e na área central da capital

Roberta Soares
Cadastrado por
Roberta Soares
Publicado em 05/11/2021 às 15:11 | Atualizado em 05/11/2021 às 16:04
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Secretaria de Desenvolvimento Urbano vai lançar termo de referência para contratar empresas que irão elaborar os projetos das ciclovias - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Depois do violento atropelamento de um ciclista na Avenida Caxangá, o eixo viário mais importante da Zona Oeste do Recife, o governo de Pernambuco garantiu que irá viabilizar a implantação de uma ciclovia na avenida. Comprometeu-se com os recursos para contratação do projeto executivo do futuro equipamento, que será licitado em breve. Além da Caxangá, outras três avenidas com alto volume de ciclistas e de veículos também estarão no pacote: as Avenidas Mascarenhas de Moraes, na Imbiribeira, Zona Sul do Recife, Agamenon Magalhães e Cruz Cabugá, na área central da cidade. A Agamenon, inclusive, é a única que já tem um projeto iniciado pelo município do Recife.

Morte de ciclista expõe urgência de uma ciclovia na Avenida Caxangá, no Recife

Ciclista morre após ser atingido por picape na Avenida Caxangá, na Zona Oeste do Recife

Recife ganhará ciclovias nas grandes avenidas. Promessa da CTTU

Um grupo técnico foi criado envolvendo a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Seduh) e, inicialmente, as prefeituras do Recife e Olinda. Jaboatão dos Guararapes também fará parte. Está sendo construído um termo de cooperação técnica para elaboração do termo de referência para a futura licitação. Datas e valores, no entanto, ainda não foram informados. “Embora seja antigo, o Plano Diretor Cicloviário (PDC) da Região Metropolitana do Recife só define diretrizes. Faltam os projetos e, sem eles, não conseguimos executar as estruturas cicloviárias. A única exceção é a Avenida Agamenon Magalhães que já tem um projeto sendo elaborado pela Prefeitura do Recife”, explicou a secretária executiva de Políticas Urbanas de Pernambuco, Simone Osias.

Carlos Simões/TV Jornal
Colisão aconteceu nta quarta-feira (3/11). O impacto foi tão forte que o carro teve sua lateral toda arrancada ao colidir na Estação de BRT Engenho Poeta. O ciclista, como informado pela perícia técnica, teve o crânio aberto com a violência - Carlos Simões/TV Jornal

À frente da coordenação da iniciativa, Simone Osias diz que a intenção da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Seduh) é criar um programa específico para a execução da ciclomobilidade no Grande Recife, com recursos definidos. Mas, se não for possível dessa forma, as ações serão incluídas no orçamento do programa que está viabilizando a pavimentação de ruas em municípios da RMR e do interior do Estado. Vale lembrar que o PDC foi concluído ainda em 2014 e toda essa etapa agora anunciada pelo Estado deveria ter sido feito naquela época.

“A primeira etapa é elaborar os termos de referência para a contratação das empresas que irão elaborar os projetos executivos das futuras ciclovias nessas quatro grandes avenidas. Já assumimos o compromisso de buscar recursos para a elaboração dos projetos. Vamos encarar essas vias sob a ótica da ciclomobilidade. Sabemos que a mobilidade urbana é um sistema e, embora algumas vias sejam metropolitanas - ou seja, de responsabilidade do Estado -, elas sempre conversam com os municípios. Por isso, essa iniciativa é fundamental”, afirmou.

O Estado prometeu, ainda, analisar a instalação de bicicletários em alguns terminais integrados de passageiros, ajudar a capital a recuperar algumas estruturas cicloviárias - a Ciclovia de Brasília Teimosa, na Zona Sul do Recife, é uma delas - e instalar paraciclos em pontos de atração turística da cidade.

ARTES/JC
. - ARTES/JC

PROMESSAS

Uma ciclovia na Avenida Caxangá é uma dívida antiga dos gestores públicos com a população que usa e que defende a ciclomobilidade. Constava ainda do projeto do Corredor de BRT Leste-Oeste, que corta a Zona Oeste do Recife e conecta Camaragibe, na RMR, ao Centro da capital, em 16 km. A promessa, ainda na primeira gestão do governador Eduardo Campos, também do PSB, era um equipamento ao longo de toda a avenida. Mas nada aconteceu.

Em 2014, depois que o Estado gastou quase R$ 1 milhão para executar o PDC, também sob a gestão e com o aval de Eduardo Campos, mais uma vez a Avenida Caxangá foi indicada para receber uma ciclovia. Mas nada até hoje. Nem ciclovia na Caxangá, nem ampla implantação do PDC, que segue, sete anos depois, com menos de 16% executado.

Avenida Caxangá é uma das vias mais violentas para ciclistas

Um ousado plano para a bicicleta no Recife

CARLOS SIMÕES/TV JORNAL
Motorista que atropleou ciclista estaria em alta velocidade, mas teve apenas ferimentos leves e recebeu alta do HR um dia depois da colisão - CARLOS SIMÕES/TV JORNAL

MOTORISTA RECEBE ALTA

O motorista que atropelou o ciclista Flávio Antônio, 42 anos, no início da tarde de quarta-feira (3/11), já recebeu alta do Hospital da Restauração, no Derby, área central do Recife. Elias Severino da Silva, 49, chegou à unidade desorientado e com dores no braço esquerdo. Segundo informações repassadas pela assessoria de imprensa do HR, ele fez uma tomografia e ficou em observação neurológica, mas como evoluiu bem, foi liberado. Nenhum exame de alcoolemia foi realizado. Nem no local do sinistro de trânsito, porque o condutor foi socorrido, nem no hospital. O HR informou que a unidade não faz o procedimento para verificar ingestão de álcool por condutores.

O atropelamento do ciclista, segundo a Polícia Civil, já está sendo investigado. O caso está com a Delegacia de Polícia e Delitos de Trânsito, sob o comando do delegado Derivaldo Falcão. A Civil garantiu que diligências já começaram a ser feitas.

 

Comentários

Últimas notícias