Caso Brinks: leia decisão judicial sobre plano para resgatar acusados de roubo

Publicado em 22/06/2017 às 16:44
Justiça afirma que plano para resgatar presos de roubo à Brinks foi descoberto pela Polícia Civil. Foto: JC Online
FOTO: Justiça afirma que plano para resgatar presos de roubo à Brinks foi descoberto pela Polícia Civil. Foto: JC Online
Leitura:
Justiça afirma que plano para resgatar presos de roubo à Brinks foi descoberto pela Polícia Civil. Foto: JC Online Na manhã desta quinta-feira (22), o Ronda JC revelou detalhes sobre o plano criado para resgatar três acusados de participação no roubo à empresa de segurança Brinks, no Recife. durante o transporte deles ao Fórum Rodolfo Aureliano. Por conta disso, a Justiça decidiu que a audiência a qual eles participariam será realizada por videoconferência. A decisão é do juiz Luciano de Castro Campos, da 6ª Vara Criminal da Capital. Leia trecho do que disse o magistrado sobre o caso: "Segundo informações colhidas pelo Departamento de Inteligência da Polícia Civil, os acusados e os demais integrantes da 'quadrilha', em liberdade, estariam se articulando para resgatar os detentos durante o transporte/deslocamento a este Fórum, em caso de participação presencial dos acusados em audiência neste Juízo, havendo fundado risco de fuga no transporte necessário para apresenta-los neste Fórum. Assim, reitere-se, a participação dos acusados na audiência de Instrução e Julgamento por meio de sistema de videoconferência decorre da necessidade de prevenir risco à segurança pública, uma vez que são integrantes de violenta organização criminosa, classificado pelos Órgãos de Segurança como de alta periculosidade. Cumpre destacar ainda que necessidade de se garantir a integridade física de todos os que transitam neste prédio, que não detém de estrutura e aparato policial e equipamentos em caso de necessidade como fuga ou resgate. (...) A adoção da referida medida é imperiosa, reitere-se, em razão da altíssima periculosidade dos três acusados, todos com integrantes de uma organização criminosa, de âmbito nacional, especializada em roubos e furtos a terminais de autoatendimento bancário e agências bancárias em Pernambuco e em outros Estados da Federação, notadamente as ações gravíssimas perpetradas contra as agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal no distrito de Porto de Galinhas/PE, em 02/02/2017, com troca de tiros com a polícia. Ademais, conforme se depreende dos autos respondem a ações penais em diversos Estados da Federação, inclusive com dois deles registrando condenações anteriores, com mandados de prisão preventiva expedidos, além de haver fundados indícios, pelo modo de execução empregado pela 'quadrilha' dos quais os denunciados são membros, de envolvimento no maior roubo da história de Pernambuco (o 'assalto' à empresa de transporte de valores "Brinks")." Justiça x Polícia Diante da repercussão do caso, publicado com exclusividade pelo blog, a assessoria de imprensa da Polícia Civil de Pernambuco se pronunciou. E, apesar da Justiça confirmar as informações, o órgão afirmou desconhecer tal investigação. Leia a nota da Polícia Civil: "A Polícia Civil de Pernambuco nega investigação ou descoberta de plano de regaste de Paulo Donizetti, acusado de liderar quadrilha especializada em explosões a bancos em vários estados brasileiros e de outros dois homens, presos junto com ele, no início de fevereiro desde ano, no bairro de Boa Viagem. A Diretoria de Inteligência da Polícia Civil não realizou investigação sobre possível fuga dos três suspeitos." O caso expõe a falta de integração entre a Secretaria de Defesa Social (SDS) e o Poder Judiciário para combater as organizações criminosas. Enquanto a Justiça confirma um plano de tentativa de fuga e aponta a Polícia Civil como fonte da informação, o mesmo órgão, ligado à SDS, nega conhecimento do fato. Por que essa falta de comunicação? Leia também Médico é suspeito de envolvimento em quadrilha de explosão de bancos em Pernambuco Polícia Civil negocia delações premiadas com acusados de roubo e explosão de bancos Quadrilha presa no RN pode ter praticado assaltos a bancos em Pernambuco Justiça manda transferir assaltantes de bancos do Cabo para presídio federal Submetralhadoras, granadas e até fuzil americano para combater quadrilhas de bancos

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias