Insegurança

Relatório detalha arremessos de bebidas e drogas para penitenciária em Itamaracá

Entre fevereiro e março deste ano, ao menos seis casos foram registrados pela Secretaria Executiva de Ressocialização

Raphael Guerra
Raphael Guerra
Publicado em 05/04/2021 às 20:20
Notícia
Cortesia
Material foi apreendido no último dia 02 de abril, Sexta-Feira Santa - FOTO: Cortesia
Leitura:

Apesar de ser considerado crime, pessoas continuam, constantemente, arremessando materiais ilícitos para dentro da Penitenciária Barreto Campelo, na Ilha de Itamaracá. Relatório da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), detalhado em boletim interno, aponta que, entre o final de fevereiro e março, ao menos seis casos foram registrados pelos policiais penais, que conseguiram apreender sacolas com drogas, armas, bebidas alcoólicas e até medicamentos que só podem ser vendidos em farmácias sob prescrição médica. No dia 02 de abril, em pleno feriado, câmeras de segurança filmaram o momento em que detentos recebiam sacolas cheias de bebidas e entorpecentes químicos. Houve revista e os "presentes" foram recolhidos. 

No dia 25 de fevereiro, 274 gramas de maconha foram apreendidas após serem arremessadas entre os postos 04 e 05 da penitenciária. No dia 05 de março, mais 269 gramas do entorpecente e oito celulares foram jogados para dentro da unidade. Novamente, tudo acabou apreendido pelos policiais penais.

As tentativas não pararam. No dia 16 de março, duas garrafas de uísque e mais uma de vodka foram arremessadas para os detentos da penitenciária, entre os postos 03 e 04. Mas as garrafas acabaram apreendidas. Quatro dias depois, arremessaram sacola com 70 comprimidos de rivotril e um celular, entre os postos 02 e 03.

No mesmo dia, novos arremessos foram registrados. Na ocasião, celular, fone de ouvido, carregadores, cerveja e 33 garrafas de uísque foram arremessados, entre os postos 03 e 04. Tudo acabou recolhido. Por fim, ainda no dia 20, um litro de cola e 26 latas de cerveja foram apreendidos depois de serem arremessados entre os postos 04 e 05.

Sobre o episódio mais recente, em 02 de abril, a Seres informou que os detentos que pegaram as sacolas foram identificados e que os mesmos seriam submetidos ao conselho disciplinar da unidade. 

 

Comentários

Últimas notícias