Certame

Paulo Câmara autoriza convocação de aprovados em concursos das polícias em Pernambuco

Nesta etapa, serão convocados 1.085 candidatos remanescentes aprovados em concursos

Cássio Oliveira Raphael Guerra
Cássio Oliveira
Raphael Guerra
Publicado em 12/05/2021 às 8:40
Notícia
JAILTON JR./JC IMAGEM
Convocados irão integrar os quadros das polícias Militar, Civil, Científica e Corpo de Bombeiros - FOTO: JAILTON JR./JC IMAGEM
Leitura:

Atualizada às 11h30

Após meses de promessas e expectativa, o governador Paulo Câmara (PSB) finalmente autorizou, nesta quarta-feira (12), a convocação dos aprovados nos concursos para a segurança pública de Pernambuco. Serão 1.085 convocados neste primeiro momento, segundo o governo do Estado, para preencher vagas nas polícias Militar, Civil, Científica e do Corpo de Bombeiros. (Às 11h, no entanto, o governo do Estado voltou atrás e adiou a convocação)

Com a homologação da resolução da Câmara de Política de Pessoal do Estado (CPP) pelo governador, nos próximos dias, as organizadoras dos certames – IAUPE e Cebraspe – publicarão em seus sites os editais com o cronograma de matrícula.

Há pressão no governo estadual pela convocação. No último dia 21 de abril, candidatos aprovados em concursos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros realizaram um protesto em frente ao Palácio do Campo das Princesas, no Centro do Recife.

Eles disseram na ocasião que o governo prometeu convocar os grupos em março deste ano e começar o curso de formação em abril, mas até aquele momento ninguém havia sido chamado.

Os manifestantes foram até o Palácio portando faixas e cartazes, cobrando a convocação. 

A convocação de aprovados nos concursos realizados nos últimos anos já era esperada desde o ano passado, mas, por causa da pandemia do novo coronavírus, o governo do Estado alegava que não tinha condições de realizar o curso de formação - que necessita de aulas práticas.

Com o aumento da violência em 2020 e o déficit histórico de policiais, agora o governo de Pernambuco se vê obrigado a convocar os aprovados - que há meses pressionavam o Estado.

PROMESSA

Segundo a previsão inicial, 750 aprovados no concurso da Polícia Militar começariam o curso de formação de soldados, em abril deste ano - deve durar seis meses. Também neste mês, 60 seriam convocados para curso de oficial. Já em janeiro de 2022, está prevista a convocação de mais 700 pessoas para a segunda turma de soldados.

No Corpo de Bombeiros, 100 começariam o curso de formação em abril. A duração será de sete meses. Vinte também seriam convocados para curso de oficial, com duração de 12 meses. Já em janeiro de 2022, mais 100 serão convocados para curso de formação.

Na Polícia Civil, 50 aprovados seriam convocados para formação em delegado a partir de abril. Duração do curso é de quatro meses. Em abril de 2022, mais 50 convocações.

Por fim, na Polícia Científica, seriam 50 aprovados que farão curso para médico legista. Duração de quatro meses, contados a partir de abril. E 45 pessoas farão curso para auxiliar de perito.

Comentários

Últimas notícias