Segurança

Com violência em alta, Pernambuco tem déficit de 10 mil policiais militares

SDS diz que está estudando a convocação de aprovados no último concurso da PM, mas não dá prazo para isso

Raphael Guerra
Raphael Guerra
Publicado em 22/12/2020 às 6:00
Notícia
Para diminuir déficit de policiais militares, Governo de PE vai realizar concursos anuais. Foto: JC Imagem/Arquivo
Aprovados no último concurso da Polícia Militar aguardam convocatória para curso de formação - FOTO: Para diminuir déficit de policiais militares, Governo de PE vai realizar concursos anuais. Foto: JC Imagem/Arquivo
Leitura:

Somente nos 11 primeiros meses do ano, Pernambuco já registrou, oficialmente, 3.460 assassinatos. Um aumento de 9% em relação ao mesmo período do ano anterior. Apesar do isolamento social, imposto pela pandemia do novo coronavírus, a violência só cresceu nos últimos meses. Na contramão, o número de policiais militares, responsáveis pela segurança nas ruas, caiu. Dados do Portal da Transparência apontam que há um déficit de cerca de 10 mil PMs na corporação.

Atualmente, quase 17 mil policiais militares estão na ativa. Mas nem todos eles ficam nas ruas fazendo a segurança. Alguns fazem trabalhos administrativos, por exemplo. O efetivo da PM em Pernambuco deveria ser de 26.865 policiais, como está previsto em lei. 

Nas redes sociais, grupos formados por aprovados no último concurso da Polícia Militar seguem pedindo a convocação para o curso de formação. Ao todo, segundo eles, há 1.470 pessoas na fila de espera. 

Em 2017, a Secretaria de Defesa Social (SDS) chegou a anunciar concursos anuais pra preenchimento de 500 vagas na corporação. No entanto, a seleção foi feita apenas uma vez.

Em setembro deste ano, em entrevista à Rádio Jornal, o secretário Antônio de Pádua, chegou a afirmar que havia uma previsão de convocar os concursados para o curso de formação em janeiro do próximo ano. Por enquanto, a previsão não se concretizou.

Procurada pela coluna Ronda JC, nesta segunda-feira (21), a assessoria da SDS não deu prazo (nem mesmo uma previsão) para a convocação dos aprovados no último concurso.

Em nota, a SDS afirmou apenas que "está no planejamento da segurança realizar novas convocações de aprovados em concursos da Polícia Militar, Bombeiros, polícias Civil e Científica. A pandemia atrasou o cronograma e, no momento, a SDS está finalizando um protocolo sanitário para as aulas presenciais dos futuros cursos de formação, já que pela sua complexidade e necessidade da prática de técnicas em ambientes apropriados, não pode ser feita a distância".

A nota destacou ainda que "neste ano de 2020, mesmo com todas as dificuldades, foram nomeados 500 soldados da Polícia Militar e mais de 400 novos agentes da Polícia Civil". 

Comentários

Últimas notícias