SEGURANÇA

Polícia define novas estratégias para reduzir violência em Boa Viagem, no Recife

Moradores reclamam do aumento de assaltos no bairro. No mês passado, um turista carioca foi ferido a facadas

Raphael Guerra
Cadastrado por
Raphael Guerra
Publicado em 29/09/2021 às 20:24 | Atualizado em 29/09/2021 às 20:28
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Orla de Boa Viagem deve ganhar novas câmeras de segurança em breve - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Após o aumento dos assaltos denunciado nos últimos meses por moradores do bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, novas medidas de segurança começarão a ser adotadas pela Polícia Militar e também pela prefeitura. A partir da próxima sexta-feira (1º), haverá reforço de policiamento na orla. Essa foi uma das promessas feitas, nesta quarta-feira (29), durante audiência pública proposta pelo vereador Paulo Muniz (SD) para discutir a violência no bairro.

"Nos meses de julho e agosto houve crescimento dos crimes contra o patrimônio (roubos e furtos). Mas em setembro estamos com decréscimo de 17%. Houve um estudo e estamos fazendo algumas mudanças e haverá reforço de policiamento na orla de Boa Viagem e ruas adjacentes", afirmou o major Joseval Sandoval da Silva, subcomandante do 19º Batalhão da PM, que, além de Boa Viagem, é responsável pela segurança de mais sete bairros.

Ele reconheceu que o número de policiais militares nas ruas não é o ideal. Segundo o subcomandante, há cerca de 400 PMs fazendo a segurança dos oito bairros. No entanto, deveriam ser pelo menos 700.

O major pontuou ainda a necessidade da parceria entre a polícia e os moradores do bairro para combater a violência de forma mais efetiva. "Junto com os condomínios do Segundo e Terceiro Jardim fizemos um projeto que se chama Condomínio 19, que já funciona em Setúbal e estamos querendo expandir essa ideia." Segundo ele, imagens de câmeras mostrando assaltos chegam de forma mais rápida aos policiais, garantindo a agilidade para identificação e prisão dos infratores.

Em 23 de agosto, um turista carioca foi atingido por facadas durante abordagem bem perto do hotel onde estava hospedado, em Boa Viagem. Ele teve o celular levado. O turista precisou de atendimento no Hospital da Restauração. Imagens ajudaram na identificação do suspeito do assalto, que foi detido no dia seguinte.

O subcomandante também foi questionado sobre a desativação de postos fixos da PM. Ele explicou que esses equipamentos "têm utilidade, mas o mais efetivo é o lançamento de viaturas a duas ou quatro rodas" nas ruas.

CÂMERAS

Na audiência, o secretário-executivo de Gestão e Segurança Urbana do Recife, coronel Adalberto Freitas, anunciou que está trabalhando em um projeto com a Secretaria de Planejamento para montar um hub de imagens que possa agregar câmeras do poder privado às do poder municipal. "A ideia é que, após visualizar o assalto, a imagem seja compartilhada e agregada ao sistema para que se identifique a pessoa e, quando ela passar em outra câmera, a gente acompanhe seu caminho", apontou. Também está em estudo a colocação de câmeras ao longo de toda orla de Boa Viagem até Brasília Teimosa.

O coronel disse que a prefeitura analisa implementar uma central de monitoramento permanente no Segundo Jardim, onde já funciona o Centro de Atendimento ao Turista. Questionado sobre o déficit no efetivo da Guarda Municipal, o coronel admitiu que há necessidade de incremento de profissionais, mas que não há previsão para concurso público.

Comentários

Últimas notícias