SEGURANÇA

Com 17% das mortes praticadas entre pessoas próximas, Pernambuco vai reforçar mediações de conflitos

Do total de casos mediados pelo governo estadual no ano passado, em 49% havia conflitos entre parentes

Raphael Guerra
Cadastrado por
Raphael Guerra
Publicado em 02/03/2022 às 20:25 | Atualizado em 02/03/2022 às 22:19
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
No ano passado, 3.369 assassinatos foram registrados em Pernambuco - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

Cerca de 17% dos 3.369 homicídios registrados em Pernambuco, em 2021, tiveram como motivação os crimes de proximidade - aqueles vinculados a conflitos, disputas ou situações de desentendimento entre vítimas e autores. Para contribuir com a redução dessa violência, o governo de Pernambuco promete reforçar o trabalho de mediação de conflitos. Será lançado nesta quinta-feira (03), o programa Mediar.

Coordenado pela Secretaria Estadual de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas, o programa vai contar com o apoio de veículos que irão circular com equipes por todo o Estado na tentativa de mediar conflitos existentes entre pessoas próximas. Inicialmente, 30 municípios serão atendidos com o serviço itinerante. Os locais escolhidos foram os que mais tiveram crimes por proximidade no último ano. 

Dados da Secretaria Estadual de Planejamento (Seplag) apontam que, no ano passado, 466 casos foram atendidos nos seis municípios pernambucanos onde há o serviço em endereços fixos. Do total de casos, 194 foram solucionados - o que representa 41,6%. Em quase 30% não houve acordo. No restante dos casos, ainda pode haver. 

Houve queda percentual em relação ao ano de 2020, quando 351 casos foram mediados e, destes, 170 (48,4%) foram encerrados com acordo entre as partes. 

Do total de casos analisados no ano passado, 49% eram de conflitos envolvendo pessoas da mesma família. Já 27,6% envolviam vizinhos. E 23,1% tinham relação com consumo. 

Atualmente, segundo a pasta, o serviço de mediação de conflitos está presente no Recife (nos bairros da Iputinga, Cohab, Afogados, Pina e na Várzea), em Jaboatão dos Guararapes (no bairro de Cajueiro Seco), no Paulista (em Maraguape I), em Camaragibe (distrito de Aldeia), em Caruaru (nos bairros de São João da Escócia e no Bairro Universitário) e em Petrolina (nos bairros de João de Deus, José e Maria e no Centro). Confira aqui os endereços.

O lançamento do programa Mediar será na sede da Seplag, na área central do Recife, com a presença do governador Paulo Câmara. 

 

Comentários

Últimas notícias