pandemia

Pernambuco confirma nesta sexta (21) mais 1.072 novos casos de coronavírus e 32 mortes

Do total de casos confirmados, 53 (5%) foram diagnosticados como graves, que desenvolveram Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 1.019 (95%) como leves

JC
JC
Publicado em 21/08/2020 às 12:00
Notícia
MAURO PIMENTEL/AFP
Com o inverno e a temporada de gripe sazonal, a situação pode ficar mais complexa, aponta a entidade - FOTO: MAURO PIMENTEL/AFP
Leitura:

atualizada às 19h36

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) confirmou, nesta sexta-feira (21), mais 1.072 casos do novo coronavírus e 32 mortes em decorrência da covid-19. Com os novos dados, Pernambuco totaliza 117.431 infectadas pelo vírus e chega ao número de 7.335 vidas perdidas, desde o início da pandemia.

TUDO SOBRE A COVID-19

» Saiba tudo sobre o novo coronavírus

» Estou com sintomas de coronavírus. O que fazer?

» Especialistas alertam sobre sintomas menos comuns do coronavírus

» Veja o que se sabe sobre a cloroquina e a hidroxicloroquina no combate ao coronavírus

» Veja locais do Recife que atendem pessoas com sintomas leves do novo coronavírus

» Vacina brasileira para o coronavírus entra em fase de testes em animais

» OMS esclarece que assintomáticos transmitem coronavírus: 'Questão é saber quanto'

Do total de casos confirmados, 53 (5%) foram diagnosticados como graves, que desenvolveram Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 1.019 (95%) como leves, ou seja, os pacientes não demandaram internamento hospitalar e já estavam na fase final da doença ou curados. Com relação ao número total de casos, 25.067 foram considerados graves e 92.364 leves. Além disso, o boletim aponta também que 98.126 pessoas se recuperaram da doença. Destas, 14.327 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 83.799 eram casos leves.

As mortes confirmadas nas últimas 24 horas ocorreram desde o dia 20 de junho, em que 13 (41%) aconteceram nos últimos três dias: cinco nessa quinta (20), cinco na quarta-feira (19) e seis no domingo (18). Outros 19 óbitos (59%) ocorrem entre os dias 20 de junho e 17 de agosto. 

Os novos óbitos confirmados são de pessoas residentes nos seguintes municípios: Afogados da Ingazeira (1), Araripina (1), Caruaru (3), Casinhas (1), Gameleira (1), Igarassu (1), Ipojuca (1), Jaboatão dos Guararapes (4), Limoeiro (1), Macaparana (1), Mirandiba (1), Pedra (1), Petrolina (6), Recife (2), Ribeirão (1), Santa Cruz do Capibaribe (1), São José do Belmonte (1), São Lourenço da Mata (2), Venturosa (1) e Xexéu (1).

Dos 32 pacientes que vieram a óbito, 27 apresentavam comorbidades confirmadas: doença cardiovascular (16), diabetes (15), hipertensão (11), doença respiratória (5), AVC (4), câncer (2), obesidade (2), Alzheimer (1), doença renal (1) - um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os demais estão em investigação.

Profissionais de saúde

Em relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, 20.394 casos foram confirmados e 29.613 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada.

Pernambuco foi o Estado com menor percentual de pessoas testadas para a covid-19

Nesta quinta, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o resultado da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD Covid19) realizada no mês de julho. Segundo o IBGE, Pernambuco foi o Estado com menor percentual de testes realizados para detectar o novo coronavírus de início da pandemia até julho, tendo 394 mil pessoas testadas (4,1% da população), sendo 205 mil mulheres e 189 mil homens.

Das pessoas testadas em Pernambuco, 92 mil (aproximadamente 1% da população), tiveram o diagnóstico positivo. No Brasil, 6,3% (13,3 milhões) fizeram o teste para detectar o vírus.

A Unidade da Federação com maior percentual de testagem foi o Distrito Federal (16,7%), seguida pelo Amapá (11%) e Piauí (10,5%).

Ainda segundo o levantamento, das 394 mil pessoas testadas, 121 mil realizaram o swab, ou seja, com cotonete na boca e no nariz, e 39 mil tiveram resultado positivo. já as outras 149 mil fizeram o teste rápido com coleta de sangue através de furo do dedo e 25 mil testaram positivo; enquanto 150 mil fizeram o teste de sangue por meio de veia no braço, sendo 37 mil com a covid-19 confirmada. A pesquisa também aponta que uma pessoa pode ter feito mais de um tipo de teste.

» Olinda recebe 100 escudos de proteção facial para os profissionais da saúde contra o coronavírus

» Rússia vai testar sua vacina contra o coronavírus em 40.000 pessoas

Retomada do comércio de praia

Em coletiva de imprensa nessa quinta-feira (20), o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, anunciou que a atividade do comércio de praia está prevista para a próxima etapa do Plano de Convivência com a Covid-19, a de número 8. No entanto, ele não anunciou em que data a Macrorregião de Saúde I terá condições para avançar para essa fase. A região permanece na etapa 7 do plano de convivência. O secretário ainda destacou que o governo está em dialogo com representantes do setor para atualizar o protocolo de reabertura dessas atividades na praia.

Pela manhã, antes da coletiva, barraqueiros de praia do Recife e de Jaboatão dos Guararapes fecharam a Avenida Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, na altura do quiosque 38, próximo à Pracinha de Boa Viagem, em reivindicação pela retomada da atividade - paralisada desde março como forma de evitar a transmissão do novo coronavírus. É a segunda vez, em menos de uma semana, que o segmento faz manifestação no local. Apesar de as praias estarem abertas para banho de mar, prática de atividades físicas e quiosques, o comércio na faixa de areia ainda não foi permitido nos municípios. Os barraqueiros liberaram a avenida no início da tarde, mas continuam em concentração até que o Governo do Estado informe uma data de reabertura.

Comentários

Últimas notícias