COVID-19

Covid-19: Todos os municípios de Pernambuco podem começar vacinação de idosos na quarta, diz secretário

Idosos acima de 85 anos serão imunizados com as 84 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford

JC
JC
Publicado em 26/01/2021 às 8:39
Notícia
HEUDES RÉGIS/SEI
É preciso a compreensão de todos. Volto a fazer um apelo em nome da saúde e pela da vida dos pernambucanos: seja um agente de proteção. Faça sua parte, fique em casa", afirma André Longo, secretário estadual de Saúde - FOTO: HEUDES RÉGIS/SEI
Leitura:

O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, afirmou, nesta terça-feira (26), que todos os municípios já têm condições de começar a vacinar os idosos com mais de 85 anos de idade nesta quarta-feira (25). "Até amanhã, todos os municípios têm total condição de estar iniciando seus planos", disse, em entrevista à TV Globo. Essas pessoas serão imunizadas com as 84 mil doses da AstraZeneca/Oxford, recebidas no último domingo (24).

Longo ressaltou a importância de cada prefeitura montar um plano de comunicação para que os munícipes estejam cientes da disponibilidade de vacinação. "Devem apostar muito na campanha de comunicação para informar com clareza onde vai estar a vacina e que estratégia os idosos devem adotar para serem vacinados e para que suas famílias possam também ajudar nesse processo", pediu. "[Pode-se] aproveitar a rádio local, a capilaridade de comunicação que tenha".

A vacinação em Pernambuco começou no dia 18 de janeiro. Até agora, chegaram ao Estado cerca de 390 mil doses. Neste primeiro momento, o Ministério da Saúde definiu como grupo prioritário os trabalhadores da saúde, idosos a partir dos 75 anos, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência; pessoas de 60 a 74 anos; e pessoas com certas comorbidades.

O chefe da pasta entende que os municípios devem adotar uma estratégia própria, de acordo com suas condições. "Vai ter município que vai fazer drive-thru, a gente orienta que tenha, vai ter município que vai montar centros específicos para atender esses idosos, vai ter município que vai apostar também no de casa em casa".

Além disso, ele alerta sobre a necessidade do cuidado na imunização do público idoso. "A gente tem que lembrar que são pessoas muitas vezes com saúde frágil e precisam ter todo um acolhimento diferenciado. É um público muito importante e que a gente precisa ter todo um cuidado especial para vaciná-lo o quanto antes", disse.

Comentários

Últimas notícias