COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Covid-19: Recife amplia vacinação para todos os trabalhadores de saúde a partir de 60 anos

Essa ampliação vai acontecer de acordo com a faixa etária desses profissionais, e não por setores, como estava sendo feito

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 08/02/2021 às 17:41
Notícia

RODOLFO LOEPERT/PCR IMAGEM
Para as profissões que possuem conselho, basta apresentar a carteira funcional - FOTO: RODOLFO LOEPERT/PCR IMAGEM
Leitura:

Atualizada às 22h24

A partir desta quarta-feira (10), o Recife inicia a vacinação contra a covid-19 para os trabalhadores da saúde a partir de 60 anos, de qualquer setor da saúde e que atue no município. Eles poderão realizar o agendamento para serem imunizados.

>> Para receber 2ª dose da CoronaVac no Recife, trabalhador da saúde da linha de frente deve agendar para ir a salas de imunização

>> Lewandowski dá 5 dias para governo informar quem terá prioridade na vacinação

>> Covid-19: sem filas, pontos de drive-thru do Recife têm movimentação fraca para vacinar grupos prioritários

A partir de agora, essa ampliação vai acontecer de acordo com a faixa etária desses profissionais, e não por setores, como estava sendo feito. Para as profissões que possuem conselho, basta apresentar a carteira funcional. Já os trabalhadores cuja categoria não seja regulamentada por conselho terão de apresentar a declaração.

>> Covid-19: veja a lista de doenças que estão na prioridade para a vacinação em Pernambuco

>> Vacina contra covid-19: menos de metade das doses recebidas por Pernambuco foram aplicadas

>> Guia da vacinação contra a covid-19: tire as suas dúvidas

O Recife recebeu, até o momento, 128.080 doses de vacinas, enviadas pelo Ministério da Saúde. Das 111.560 recebidas da CoronaVac (Butantan/Sinovac), 34.020 chegaram neste fim de semana. A capital pernambucana também recebeu outras 16.520 da Oxford/AstraZeneca.

Segunda dose para os trabalhadores da saúde da linha de frente

A partir desta terça-feira (9), o Recife começa o agendamento para que os trabalhadores da saúde da linha de frente da pandemia marquem o dia, horário e local para receber a segunda dose da vacina contra a covid-19. Na capital pernambucana, desde 19 de janeiro, quase 18 mil doses da CoronaVac (Butantan/Sinovac) foram aplicadas nesse público-alvo. "A partir da terça-feira, é possível fazer a marcação da segunda dose da vacina da CoronaVac. Então, quem já foi vacinado com ela pode fazer a marcação através do site ou do aplicativo do Conecta Recife”, esclareceu o prefeito João Campos.

Diferentemente da primeira etapa, em que as equipes volantes da Secretaria Municipal de Saúde passavam pelas unidades de saúde, agora os profissionais terão que agendar e se dirigir a um dos nove centros de vacinação ou a um dos cinco pontos de drive-thru para receber a dose complementar.

Os trabalhadores devem realizar o agendamento através do Conecta Recife – www.conectarecife.recife.pe.gov.br ou app disponível nas lojas PlayStore, para Android; e AppStore, para dispositivos iOS. Além da marcação, eles terão de apresentar, no dia da vacinação, o comprovante de que tomou a primeira dose.

Já no caso dos idosos que vivem nas instituições de longa permanência, assim como das pessoas a partir de 18 anos com deficiência severa que moram em residências inclusivas e dos trabalhadores desses locais, não será preciso realizar agendamento. Como aconteceu na aplicação da primeira dose, essas pessoas vão receber a visita de equipes volantes da Secretaria Municipal de Saúde que administrarão a segunda dose do imunizante.

Recife tem 38,7 mil vacinados contra a covid-19

Nesta segunda-feira (8), o Recife alcançou a marca de 38.701 pessoas imunizadas contra a covid-19 no munícipio, quando foram aplicadas mais 1.262 doses das vacinas. 

Desde o início da campanha, no dia 19 de janeiro, o Recife já imunizou 18.750 trabalhadores de saúde da linha de frente da covid-19; 14.745 idosos a partir de 85 anos - sendo destes 817 acamados; 4.032 trabalhadores da Atenção Básica à Saúde; 765 pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas; 414 pessoas com deficiência severa maiores de 18 anos que vivem em residências inclusivas.

Comentários

Últimas notícias