PANDEMIA

Governo de Pernambuco vai negociar compra de vacina russa contra a covid-19

Governador Paulo Câmara se reúne em Brasília, na próxima terça-feira (02), com representantes da farmacêutica União Química, produtora no Brasil da vacina Sputnik V, contra a covid-19

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 28/02/2021 às 14:15
Notícia

NATALIA KOLESNIKOVA / AFP
Vacina Sputnik V apresentou eficácia acima de 90% contra o novo coronavírus na última etapa de testes, segundo a Rússia - FOTO: NATALIA KOLESNIKOVA / AFP
Leitura:

Com aumento de casos de covid-19 em todo o País e vacinação bancada pelo governo federal ainda a passos lentos, uma boa notícia: governadores que integram o Fórum de Governadores do Brasil vão negociar a compra da vacina russa Sputnik V. Na próxima terça-feira (02), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, estará em Brasília para participar de reunião com a diretoria da farmacêutica União Química, produtora no Brasil da vacina Sputnik V, para comprar o imunizante russo diretamente à empresa. Governadores de outros Estados também vão participar do encontro.

O laboratório protocolou na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o pedido para uso emergencial no Brasil de 10 milhões de doses da vacina Sputnik V. A empresa também informou que o imunizante será produzido, no País, nas fábricas de Brasília e Guarulhos. A vacina apresentou eficácia acima de 90% contra o novo coronavírus na última etapa de testes, segundo a Rússia. Na reunião de terça-feira os governadores vão conhecer a fábrica de Brasília.

Na última terça-feira (23), o Supremo Tribunal Federal autorizou Estados e municípios a adquirirem vacinas contra o novo coronavírus, mesmo sem a certificação da Anvisa, no caso de as doses previstas no Plano Nacional de Imunização (PNI) serem consideradas insuficientes.

"Os dados mostram um panorama preocupante de internações que continuamos monitorando em tempo real", destacou o governador Paulo Câmara em vídeo postado em suas redes sociais. Ele participou, neste domingo, de mais uma reunião do Gabinete de Enfrentamento à Covid-19. Segundo o governo, não há ainda uma definição de quantas doses de vacina poderão ser compradas pelo Estado. 

"Neste domingo recebemos o prefeito João Campos para monitorar a abertura dos novos leitos de UTI no Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa, que já estão em funcionamento e recebendo os primeiros pacientes”, disse Paulo Câmara.

NÚMEROS

Em Pernambuco, segundo boletim epidemiológico de sábado (27) da Secretaria Estadual de Saúde (SES), houve registro de 1.455 novos casos da covid-19.  O Estado totaliza, até agora, 298.859 casos confirmados da doença, sendo 32.430 graves e 266.429 leves. Também foram confirmados 29 óbitos. Com isso já são 10.974 mortes provocadas pelo vírus. 

Em relação à vacinação, a Secretaria de Saúde informa que Pernambuco já aplicou 397.950 doses da vacina contra a covid-19, das quais 289.930 foram primeiras doses. O Estado tem cerca de 9,6 milhões de habitates, conforme o IBGE.

Ao todo, foram feitas a primeira dose em 155.922 trabalhadores de saúde; 23.969 povos indígenas aldeados; 5.587 idosos em Instituições de Longa Permanência; 26.594 idosos entre 80 e 84 anos; 77.115 idosos a partir dos 85 anos, além de 743 pessoas com deficiência institucionalizadas.

Segundo painel do Ministério da Saúde que contabiliza o total de pessoas imunizadas no País, até este domingo havia 6,8 milhões de brasileiros vacinados contra a covid-19, dos quais só 1,4 milhão receberam as duas doses. O País tem população de cerca de 211 milhões de habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Comentários

Últimas notícias