PANDEMIA

Pernambuco prorroga suspensão de cirurgias eletivas até 30 de abril

Medida consta em portaria da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (1º)

Marcelo Aprígio
Cadastrado por
Marcelo Aprígio
Publicado em 01/04/2021 às 8:53
ILUSTRATIVA/PIXABAY
Medida visa reduzir ao máximo a circulação de pessoas nos serviços de saúde para evitar que fiquem expostas à covid-19 - FOTO: ILUSTRATIVA/PIXABAY
Leitura:

Cirurgias eletivas permanecerão suspensas em Pernambuco por mais tempo. Inicialmente, portaria da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) determinou que não haveria tais procedimentos até o último domingo (28). Depois prorrogou a medida até o domingo (4). Agora, uma nova portaria, publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (1º), estende a suspensão até 30 de abril de 2021, válida para redes pública e privada.

Quando foi anunciada a suspensão, em 16 de março, a secretária executiva de Regulação em Saúde, Ricarda Samara, afirmou que o objetivo da medida era reduzir ao máximo a circulação de pessoas nos serviços de saúde para evitar que fiquem expostas à covid-19. "Os conselhos de classe, responsáveis por regular as atividades de cada categoria profissional, estão encarregados pela orientação dessas medidas”, afirmou a secretária.

Além disso, a SES-PE recomenda que procedimentos diagnósticos, terapêuticos e ambulatoriais, como exames, cujo adiamento não traga risco a vida dos pacientes, devem ser remarcados. Ainda de acordo com a portaria, serviços de atendimentos clínicos e/ou cirúrgicos, procedimentos e exames nos serviços de urgência e emergência, consultas e procedimentos ambulatoriais inadiáveis ou de acompanhamento assistencial não passível de interrupção, ficam mantidos na rede pública e privada.

A portaria orienta ainda que unidades da Rede Assistencial Pública e Privada que estão autorizadas a funcionar devem limitar ao número de um acompanhante por paciente quando tratar-se de caso previsto por lei ou houver necessidade assistencial.

O documento determina também que servidores públicos que tiverem as atividades suspensas em razão poderão ser convocados para outras atividades no âmbito da assistência hospitalar ou teletrabalho. 

Casos de covid-19 em Pernambuco

Na quarta-feira (31), a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou mais 2.431 casos de pessoas infectadas pela covid-19. Com as novas confirmações, o Estado agora totaliza 349.231 casos da doença, desde o início da pandemia.

Dos novos casos, 145 (6%) são de pessoas que desenvolveram Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.286 (94%) são casos leves. Com relação ao número total de casos, 36.033 foram diagnosticados como graves e 313.198 como leves.

A SES-PE também confirmou 57 óbitos nas últimas 24 horas. As mortes ocorreram entre os dias 2 de junho de 2020 e essa segunda-feira (29). Com isso, Pernambuco tem o triste número de 12.175 mortes pela covid-19. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

Média móvel

Os novos casos fizeram com que Pernambuco atingisse uma média móvel, que leva em consideração os dados dos últimos sete dias, de 1.856 casos nesta quarta. O número representa uma alta em 8% com relação a média móvel do número de casos de 14 dias atrás, o que é considerado estabilidade. 

A média móvel é entendida como índice ideal para medir o avanço da pandemia em um local. Ela contabiliza a média dos últimos sete dias (contando com hoje) e compara com 14 dias atrás. Variações acima de 15%, seja para mais ou menos, indicam tendência de alta ou queda, respectivamente. Já abaixo disso, indica estabilidade.

Com relação às mortes, o Estado atingiu a média móvel de 53 óbitos, apresentando uma tendência de alta de 25%.

Comentários

Últimas notícias