BOLETIM

Pernambuco confirma mais 1.992 casos da covid-19 e 63 óbitos

Com os novos números, Estado agora totaliza 366.346 casos da doença e 12.686 mortes

Vanessa Moura
Vanessa Moura
Publicado em 09/04/2021 às 12:27
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Movimentação na Sexta-feira santa (GRAVATA) - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou mais 1.992 pessoas infectadas pelo novo coronavírus em Pernambuco nesta sexta-feira (9). Entre os confirmados, 162 (8%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.830 (92%) são leves. Com os novos números, Pernambuco agora totaliza 366.346 casos da doença.

>> Pernambuco está entre os Estados brasileiros que menos vacinam contra a covid-19; SES credita problema à atualização de sistema

>> Pernambuco inicia vacinação de profissionais das forças de segurança e salvamento

>> Cai a média de chamados do Samu Recife para atendimentos a pacientes com sintomas de covid-19

A SES-PE também confirmou laboratorialmente 63 óbitos causados por complicações da covid-19. As mortes ocorreram entre os dias 1º de outubro de 2020 e essa quinta-feira (8). Agora, o Estado tem 12.686 vidas perdidas para o coronavírus. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria.

Média móvel

Os novos casos fizeram com que Pernambuco atingisse uma média móvel, que leva em consideração os dados dos últimos sete dias, de 1.764 casos nesta sexta. O número representa uma tendência estabilidade de -10% com relação à média móvel do número de casos de 14 dias atrás.

A média móvel é entendida como índice ideal para medir o avanço da pandemia em um local. Ela contabiliza a média dos últimos sete dias (contando com hoje) e compara com 14 dias atrás. Variações acima de 15%, seja para mais ou menos, indicam tendência de alta ou queda, respectivamente. Já abaixo disso, indica estabilidade.

Com relação às mortes, o Estado atingiu a média móvel de 56 óbitos, apresentando uma tendência de alta de 16%.

FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Entre os confirmados, 162 (8%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.830 (92%) são leves - FOTO:FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM

Comentários

Últimas notícias