IMUNIZAÇÃO

Veja como provar comorbidades para se vacinar contra covid-19 em Pernambuco

As pessoas com comorbidades começaram a ser vacinadas no final do mês de abril

Rute Arruda Cinthya Leite
Rute Arruda
Cinthya Leite
Publicado em 12/05/2021 às 17:58
Notícia
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
O Recife começou a vacinar pessoas com condições de saúde entre 50 e 54 anos - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Pessoas com comorbidades começaram a receber a vacina contra o novo coronavírus no final do mês de abril. O início da vacinação foi possível com a chegada de novas doses no último dia 29. Inicialmente, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) havia disponibilizado um formulário, divulgado em nota técnica, para pessoas comprovarem comorbidades obrigatoriamente a partir desse documento e, assim, receber o imunizante. No entanto, o órgão decidiu flexibilizar a comprovação.

Segundo informou a SES-PE por meio de nota, o formulário é apenas "um modelo de atestado para que o profissional de saúde ateste a doença preexistente do paciente apto a receber a vacina contra a covid-19".

Com isso, as pessoas poderão comprovar a condição de saúde com um laudo, sem necessariamente apresentar o formulário, que deve ser usado como modelo para atestar a comorbidade do paciente. Nele, deve constar, obrigatoriamente, carimbo, matrícula e/ou registro do conselho de classe. Segundo a SES, em unidade de saúde da família (natureza pública), médico e enfermeiro podem atestar a condição de comorbidade. Já nas policlínicas e unidades de saúde de natureza privada: apenas os médicos podem fazer esse atestado.

Além dessa declaração, poderão ser anexados, de acordo com a SES, outros documentos para comprovação da comorbidade do paciente. Entre eles, estão receitas, relatório médico e prescrição médica, entre outros que contenham carimbo da unidade com CNES (sigla para Cadastro Nacional de Estabelecimentos da Saúde), bem como assinatura e carimbo do profissional responsável. "Essas orientações constam na nota técnica divulgada aos municípios e serviços de saúde", reforça a secretaria.

Vacinação na Região Metropolitana

Recife

O prefeito João Campos (PSB) anunciou, nessa terça-feira (11), que o Recife ampliou a campanha de imunização para pessoas com comorbidades que tenham idades entre 50 e 54 anos. Para receber a vacina é necessário se cadastrar na plataforma Conecta Recife, que também está disponível nas lojas de aplicativo da Apple e Android. É necessário anexar comprovante de residência e laudo médico que comprove a condição de saúde. Além disso, é preciso levar todos os documentos ao centro de vacinação no dia e hora agendados.

 

Jaboatão dos Guararapes

Em Jaboatão dos Guararapes, a vacinação está disponível para pessoas com comorbidades que estão incluídas no Grupo 1 (de 18 a 59 anos) e Grupo 2 (55 a 59 anos). O cadastro deve ser realizado no aplicativo De Olho na Consulta ou no site. É necessário apresentar laudo médico ou declaração de comorbidade na hora de receber a vacina. O laudo padrão/formulário estão disponíveis no site.

Olinda

Em Olinda a vacinação de pessoas com comorbidades foi dividida em duas fases. A primeira começou no início do mês de maio. Já a segunda teve início no dia 6 de maio. No dia da vacinação é obrigatório a entrega do formulário, disponível no site, ou outros laudos médicos, prescrição médica receituários, relatórios médicos que contenham: identificação do paciente, CID10 da doença, nome e carimbo do estabelecimento emissor, nome e carimbo do profissional médico.

Ipojuca

Em Ipojuca, é necessário levar, no dia da vacinação, o original do documento comprobatório, além dos demais documentos pessoais exigidos. Apenas as pessoas com Síndrome de Down estão isentas da declaração ou laudo. O modelo da declaração está disponível no site. É necessário agendamento no site ou no aplicativo Vacina Ipojuca, disponível na PlayStore.

Cabo de Santo Agostinho

O Cabo de Santo Agostinho anunciou que, nesta quinta-feira (13), terá início a vacinação de todas as pessoas incluídas no grupo de comorbidades que tenham entre 55 e 59 anos. ara dar maior comodidade à população, o município vai abrir, na quinta e na sexta, além do Centro de Vacinação Covid-19, da Praça Nove de Julho, quatro escolas de referência nos bairros de de Ponte dos Carvalhos (Manoel Davi Pereira da Costa), Pontezinha (Eronides Soares), Charneca (Padre Antônio Melo Costa) e Gaibu (Professora Maria Thamar Leite da Fonseca).

O atendimento acontece das 8h às 13h. É necessário levar, além do comprovante de residência e o documento de identidade ou cartão SUS, o formulário com carimbo e assinatura do médico com a CID da comorbidade.

Paulista

O município de Paulista ampliou o grupo de comorbidades para pessoas entre 55 e 59 anos. O agendamento pode ser feito no site ou no aplicativo Cidadão Digital, disponível para celulares com sistema Android.

Comentários

Últimas notícias