COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Grande Recife tem mais um fim de semana de flexibilização e música ao vivo em bares; confira a movimentação nos estabelecimentos

Os bares e restaurantes podem funcionar das 5h às 23h, todos os dias da semana e feriados

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 31/07/2021 às 21:50
Notícia
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
BAR - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Atualizada em 1/08 às 9h38

Neste primeiro fim de semana com a unificação do horário de funcionamento das atividades econômicas e sociais em Pernambuco, fruto de mais uma fase de flexibilização do plano de convivência com a covid-19, estabelecimentos do interior do Estado podem abrir e fechar as portas nos mesmos horários da Macrorregião 1, que compreende o Grande Recife, a Zona da Mata e parte do Agreste. Nas cidades da Região Metropolitana, desde o fim de semana anterior, a música ao vivo voltou a ser um atrativo para os bares e restaurantes, após seis meses de proibição da atividade. No fim da tarde e início da noite deste sábado (31), o JC passou por sete bares localizados no Grande Recife e percebeu intensa movimentação, mas a maioria seguiu as normas sanitárias e o decreto que oficializou a nova fase do plano de convivência. Em Olinda, contudo, o JC flagrou pessoas em pé, fazendo aglomeração e circulando sem máscaras na Rua Prudente de Morais. 

"A gente tem uma necessidade profissional (para voltar a cantar), e estou sentindo que as pessoas precisam agora se distrair. Estávamos por muito tempo sem música neste período sofrido. Com essa retomada, está sendo ótimo. Estão aparecendo contratos. Espero que todos se cuidem para não termos uma recaída (da pandemia)", relata o músico Fernando Bandolim, 53 anos. Ele ressalta que, com a nova etapa do plano de convivência, os trabalhadores dos estabelecimentos e empresários estão otimistas. "A economia e o movimento nos locais onde trabalhamos melhoraram bastante. Isso é uma cadeia de oportunidades. Espero que todos permaneçam se cuidando e que, mesmo vacinados, não deixem de se proteger para que momentos como este (nos bares) continuem a acontecer", acrescentou Fernando. 

No Parnamirim, Zona Norte da cidade, o Bar Parnamirim 121 contou com apresentação de sambinha do Grupo Sempre Tudo Nosso, a partir do fim da tarde. Apesar da música, o público respeitou as normas sanitárias e não ficou em pé para dançar ou circular pelo bar. Em Casa Forte, os bares Real Botequim, BeerDock e Vaporetto também ficaram bem movimentados neste sábado (31), mas sem descumprimento das medidas. 

Na Zona Sul, em Seu Tito Praia, localizado no Segundo Jardim da Avenida Boa Viagem, a movimentação também foi intensa, mas com respeito ao plano de convivência com a covid-19. 

Já em Olinda, na noite deste sábado (31), a reportagem do JC flagrou pessoas em pé, fazendo aglomeração e circulando sem máscaras na Rua Prudente de Morais, no Carmo. Além disso, no Alto da Sé, as mesas estavam dispostas sem obedecer o necessário distanciamento social para evitar a transmissão do coronavírus. 

A secretária-executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça, comentou que, apesar do respeito às normas pela maioria dos estabelecimentos comerciais, como bares e restaurantes, há um pequeno número que ainda foge ao que dita o plano de convivência. "Mas estes são uma minoria. Pedimos que as pessoas, os empresários e os músicos também colaborem, a fim de evitar que os números da pandemia voltem a piorar", destaca Ana Paula, que ainda mencionou a campanha da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Pernambuco (Abrasel-PE) para conscientizar os clientes de bares e restaurantes neste momento de flexibilizações das atividades econômicas.

"Por causa de relatos sobre casos de desrespeito aos protocolos nos bares e restaurantes, principalmente após a liberação da música ao vivo, faço um pedido para que todos se conscientizem, pois ainda não vencemos a guerra e os números da pandemia podem voltar a piorar”, afirmou a secretária-executiva, reforçando que, apesar das medidas de flexibilização, os cuidados devem ser mantidos.

O secretário de Segurança Cidadã de Olinda, Pereira Neto, esclareceu que as autoridades estão acompanhando o cumprimento das normas, mas que desrespeito podem acontecer. "A fiscalização é itinerante e feita de forma conjunta com a Polícia Militar, Guarda Municipal e Vigilância Sanitária. Eventualmente, poderá acontecer de em algum estabelecimento após a passagem da fiscalização as pessoas passarem a descumprir algum protocolo sanitário ou mesmo a questão do distanciamento social e higienização".

Coronel Pereira Neto informou ainda que a população pode denunciar possíveis situações de desrespeito aos protocolos de higiene e segurança. "Existem três canais para denúncias. A população pode ligar para o Procon [0800 282 15 12], para Polícia Militar [190] e aqui em Olinda, através da Guarda Municipal pelo número 153. As equipes que estão nas ruas serão devidamente acionadas", advertiu o secretário.

Felipe Ribeiro / JC Imagem
Grande Recife tem mais um fim de semana de flexibilização e música ao vivo em bares - Felipe Ribeiro / JC Imagem
Felipe Ribeiro / JC Imagem
Grande Recife tem mais um fim de semana de flexibilização e música ao vivo em bares - Felipe Ribeiro / JC Imagem
Felipe Ribeiro / JC Imagem
Grande Recife tem mais um fim de semana de flexibilização e música ao vivo em bares - Felipe Ribeiro / JC Imagem

Comentários

Últimas notícias