COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Bebê de 10 meses testa positivo para sarampo em Pernambuco; contraprova é aguardada

O caso segue em investigação pela Secretaria Estadual de Saúde

Cinthya Leite
Cadastrado por
Cinthya Leite
Publicado em 13/05/2022 às 21:54 | Atualizado em 13/05/2022 às 22:25
FREEPIK/BANCO DE IMAGENS
Os últimos casos de sarampo foram confirmados, em Pernambuco, no ano de 2020, em um total de 38 - FOTO: FREEPIK/BANCO DE IMAGENS
Leitura:

Um bebê de 10 meses, residente no Recife, testou positivo para sarampo, nesta sexta-feira (13), em exame de sorologia. A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). A pasta afirmou que será realizada uma contraprova para confirmar ou descartar a doença.

"A SES-PE informa que recebeu a notificação, na noite desta sexta-feira (13), de um caso suspeito de sarampo em uma criança de 10 meses, do sexo masculino, residente no Recife. O paciente, que tem quadro estável, deu entrada no Hospital Geral de Areias, na capital pernambucana, no dia 8 de maio, e foi colocado imediatamente em leito de isolamento", diz, em nota, a secretaria.

Segundo a SES, a criança teve um primeiro resultado reagente para o sarampo, a partir de um exame de sorologia. "No entanto, o protocolo do Ministério da Saúde para confirmação de caso, especialmente em locais em que não há circulação viral, estabelece a realização de um novo exame de sangue de 15 a 25 dias após a data da primeira coleta. Dessa forma, o caso segue em investigação pela SES-PE."  

"O sarampo é uma doença infectocontagiosa da qual o Brasil era livre até 2017. No ano seguinte, voltaram a ocorrer casos no País. O sarampo é uma das principais causas de mortalidade em crianças nos países pobres. E essa é a grande preocupação, pois a doença pode complicar em crianças", explica a infectopediatra Alexsandra Costa, presidente da Sociedade de Pediatria de Pernambuco (Sopepe).

A médica explica que o sarampo pode levar a um quadro de pneumonia grave, o que aumenta as chances de os pacientes irem a óbito.

"Os principais sintomas iniciais são tosse, coriza, secreção ocular, febre alta, moleza e náuseas. A depender de como o paciente vai evoluir, podem aparecer outras manifestações. Nesse ponto, a complicação mais temida é a pneumonia causada pelo vírus do sarampo, que é grave", acrescenta Alexsandra.  

Últimos casos de sarampo em Pernambuco foram em 2020

Os últimos casos de sarampo foram confirmados, em Pernambuco, no ano de 2020, em um total de 38. Neste ano, foram notificados 26 casos suspeitos, dos quais 16 já foram descartados e 10 estão em investigação. 

Vacinação contra sarampo 

A SES reforça que a forma de prevenção mais segura e eficaz contra o sarampo é a vacinação, que está disponível durante todo o ano em todos os postos de saúde.

Para pessoas de 12 meses a 29 anos de idade, além de trabalhadores de saúde, são indicadas duas doses da vacina, com intervalo de 30 dias. Já para os adultos de 30 a 59 anos, é necessária uma dose única do imunizante.

A SES lembra ainda que a vacinação é uma medida de proteção coletiva porque, quanto menos pessoas adoecem, menor é a possibilidade de transmissão. "Portanto, a imunização protege os grupos etários que não podem tomar a vacina", reforça a pasta. 

Campanha de vacinação contra sarampo

Além disso, ocorre, neste momento, a Campanha Nacional de Imunização contra o Sarampo, voltada para crianças de 6 meses a 4 anos de idade. A cobertura da campanha está em apenas 20,79% entre as crianças.

Na vacinação de rotina, a cobertura da primeira dose da vacina tríplice viral está em 69,6% e 42,8% na segunda. O preconizado pela Organização Mundial de Saúde é uma cobertura mínima de 95%.

Comentários

Últimas notícias