VIAGEM PÓS-COVID-19

Promoções tentadoras para fazer turismo após o coronavírus. Vale a pena?

Descontos chegam a 50%, mas especialista do Procon recomenda atenção para não cair em golpes. Ideal é optar por bilhetes e pacotes com datas abertas e flexibilidade de remarcação

Mona Lisa Dourado
Mona Lisa Dourado
Publicado em 19/04/2020 às 16:46
Notícia
MONA LISA DOURADO/JC
A partir da segunda-feira (20), turistas e moradores da região podem voltar a frequentar a orla para fazer caminhadas e praticar esportes individuais, tomar banho de mar e nadar com os peixinhos próximo aos bancos de areia em São José da Coroa Grande - FOTO: MONA LISA DOURADO/JC
Leitura:

Voo mais sete diárias em Las Vegas a R$ 1.290. Um pecado! Israel a R$ 2.999. Só rezando! Grécia a R$ 2.399. Dos deuses! E Punta Cana a R$ 999? Pra se esbaldar!

Os destinos são um sonho e os preços, uma pechincha. Com toda a demanda reprimida por semanas de isolamento social, a tentação é grande. Mas antes de ceder ao apelo, o Procon recomenda atenção para não cair em golpes.

>> Recife terá voos para 11 destinos nacionais em maio

>> Nada será como antes do coronavírus no turismo


Divulgação
Las Vegas está entre as opções - Divulgação

Para quem não teve a renda significativamente afetada por causa da pandemia da covid-19, a hora pode ser agora de garantir as férias pós-coronavírus por valores bem atrativos.

Companhias aéreas, agências de viagens, sites de hospedagem e mesmo hotéis estão oferecendo descontos que chegam a 50% do preço normal, muitos com opção de pagamento em 12 vezes e datas abertas para viajar até o segundo semestre de 2021.

>> Qual o papel do turismo no mundo pós-coronavírus?

>> Empetur e Setur lançam serviço de orientação via Whatsapp para empresários e profissionais de turismo afetados pelo coronavírus

>> Parte dos brasileiros espera viajar dentro e fora do País ainda este ano, apesar do coronavírus

MONA LISA DOURADO/JC
Há pacote para Punta Cana por R$ 999, mas é preciso ter flexibilidade e paciência para esperar confirmação de viagem apenas 30 dias antes do embarque - MONA LISA DOURADO/JC

É o caso do Hotel Urbano, que oferece tarifas promocionais para viagens dentro e fora do País entre 1º de março e 30 de novembro de 2021. O cliente, no entanto, precisa ter muita flexibilidade para se adequar às regras promocionais, uma vez que o tour só é confirmado 30 dias antes do check-in.

MONA LISA DOURADO/JC
Foz do Iguaçu é um dos destinos oferecidos pela Azul Viagens - MONA LISA DOURADO/JC

Já a Azul Viagens lançou na última semana o Bilhete Viagem, que oferta pacotes de “praia” e “frio”, com hotel, aéreo e transfer, para estadas de quatro ou sete dias. Os destinos incluem praias do Nordeste, como Porto de Galinhas, Maceió, Porto Seguro, Natal, Fortaleza, Salvador e João Pessoa, e cidades do Sul do País, caso de  Gramado, Curitiba e Foz do Iguaçu. Segundo a empresa, depois de adquirir o Bilhete Viagem, o cliente precisará decidir a data, o local e o hotel com, no mínimo, 40 dias do embarque e 60 dias em caso de feriados.

>> Parque das Aves libera 300 periquitos em novo viveiro e se prepara para presentear visitantes após crise do coronavírus

>> São José da Coroa Grande revela praia quase deserta no Litoral Sul de Pernambuco

A Latam também está com promoções de voos nacionais e internacionais para o segundo semestre de 2020, incluindo feriados, com possibilidade de alterar a data sem multas e diferenças tarifárias.

DIVULGAÇÃO
Hotel Dolphin Noronha se inspirou em vouchers de restaurante para oferecer vale-diária com até 50% de desconto - DIVULGAÇÃO

Em Fernando de Noronha, o Dolphin Hotel inspirou-se na iniciativa de restaurantes mundo afora e criou um voucher com até 50% de desconto sobre a tarifa média. O vale-diária adquirido agora poderá ser utilizado até junho de 2021, desde que a reserva seja feita até maio do ano que vem. A ideia é viabilizar algum capital de giro enquanto a ilha passa pela quarentena. “É uma nova forma de negociar a hotelaria. Foi a maneira criativa que encontramos para fazer caixa e tentar resolver o problema da insegurança do turista neste momento, algo ainda experimental, cuja aceitação estamos testando”, diz a diretora comercial, Fabiana Falcão de Sanctis. Os preços vão de R$ 599 a R$ 1.419 a diária com café da manhã para duas pessoas, dependendo da categoria da acomodação.

>> Coronavírus deve acelerar mudanças na vida e no turismo de Fernando de Noronha

PROCON PEDE CAUTELA

Antes de ceder ao apelo de ofertas tentadoras, principalmente de sites pouco conhecidos, é necessário ler com bastante atenção as condições do contrato. E isso só depois de conferir a idoneidade da empresa, se possui CNPJ, endereço real e telefone 0800 para atendimento ao cliente, além de fazer uma busca de reputação em serviços online como o ReclameAqui. A orientação é da secretária-executiva de Defesa do Consumidor de Pernambuco, Mariana Pontual, que alerta para possíveis golpes.

Valores muito abaixo do usual exigem cautela, para evitar prejuízo.<br><br>
Mariana Pontual, secretária-executiva de Defesa do Consumidor de Pernambuco

Para Mariana, a compra de viagens internacionais neste momento é uma operação de risco. “Ainda não se sabe como estará de fato a malha aérea, que por muito tempo deve ficar ainda bastante reduzida, e se os países terão restrições para receber turistas de determinados locais”, pondera. 

DIVULGAÇÃO
Procon mantém unidade do aeroporto em funcionamento para atender e ajudar viajantes - DIVULGAÇÃO

A dica é optar por viagens mais próximas, que possibilitem mudança de planos sem maiores transtornos, ou por vouchers que dão direito a usufruir de serviços sem data marcada.

Muitas empresas terão que adiantar as férias dos funcionários agora ou precisarão contar com eles depois para recuperar o tempo perdido. O consumidor deve saber se estará realmente livre para se arriscar a comprar um pacote para distâncias maiores e por longos períodos
Mariana Pontual, secretária-executiva de Defesa do Consumidor de Pernambuco

A especialista lembra que até o fim deste ano quem desistir da compra de bilhetes aéreos e pacotes de turismo estará sujeito às normas previstas nas medidas provisórias 925 e 948, que estabelecem o reembolso total apenas em último caso e, ainda assim, só depois de 12 meses contados do fim da pandemia da covid-19.

Vale, portanto, redobrar a atenção com as condições de remarcação e cancelamento para evitar a velha máxima do barato que sai caro.

ATENDIMENTO E RECLAMAÇÕES

De 2 de março a 10 de abril, o Procon-PE recebeu por e-mail 149 denúncias em relação às empresas aéreas e agências de turismo. A lista é liderada por Gol, Decolar, Azul, TAP, CVC, Air Europa e TAM. 

No caso das companhias de aviação, os fiscais da unidade do Aeroporto do Recife realizaram 180 intervenções, a maioria relativa a consumidores com voos cancelados e falta de assistências de hospedagem e alimentação por parte das empresas.

 

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Quem precisa viajar e tiver problemas deve entrar em contato com o atendimento virtual do Procon ou presencialmente, no Aeroporto do Recife - ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM

O Procon-PE lembra que está funcionando mesmo com as restrições impostas pela pandemia. Para denúncias, reclamações e dúvidas, o consumidor pode entrar em contato pelo call center (0800 282 1512), e-mail (denuncia@procon.pe.gov.br) e Whatsapp (3181-7000).

Já o posto de atendimento no aeroporto funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

 

 

Citação

Valores muito abaixo do usual exigem cautela, para evitar prejuízo.<br><br>

Mariana Pontual, secretária-executiva de Defesa do Consumidor de Pernambuco
Citação

Muitas empresas terão que adiantar as férias dos funcionários agora ou precisarão contar com eles depois para recuperar o tempo perdido. O consumidor deve saber se estará realmente livre para se arriscar a comprar um pac

Mariana Pontual, secretária-executiva de Defesa do Consumidor de Pernambuco
DIVULGAÇÃO
Hotel Dolphin Noronha se inspirou em vouchers de restaurante para oferecer vale-diária com até 50% de desconto - FOTO:DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Procon mantém unidade do aeroporto em funcionamento para atender e ajudar viajantes - FOTO:DIVULGAÇÃO
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Medida visa evitar propagação do novo coronavírus - FOTO:ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM

Comentários

Últimas notícias