AVIAÇÃO

Companhias aéreas exigirão uso de máscaras a bordo para proteção contra o coronavírus

A medida já está em prática na Azul e começará a valer a partir deste domingo (10) na Gol. Na segunda-feira (11), é a vez da Latam adotar a prática

Mona Lisa Dourado
Mona Lisa Dourado
Publicado em 06/05/2020 às 20:36
Notícia
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Medida visa evitar propagação do novo coronavírus - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

POR MONA LISA DOURADO, DA COLUNA TURISMO DE VALOR

As três principais companhias aéreas que voam no Brasil exigirão o uso de máscaras a todos os passageiros em seus voos, como forma de evitar a propagação do novo coronavírus.

A medida já está em prática na Azul e começará a valer a partir deste domingo (10) na Gol. Na segunda-feira (11), é a vez da Latam adotar a prática.

>> Recife terá voos essenciais para 11 destinos nacionais em maio

>> Promoções tentadoras para fazer turismo após o coronavírus. Vale a pena?

DIVULGAÇÃO
As três companhias que operam no País passarão a exigir uso do acessório - DIVULGAÇÃO

Segundo a Gol, um levantamento interno feito pela própria empresa nos últimos dias aponta que 90% dos clientes da companhia já usam máscara. “O índice evidencia que essa medida também se caracteriza pelo respeito e pela empatia, promovendo de forma enfática o preceito ético que sempre nos orientou: quando se trata de segurança, o individual nunca se sobrepõe ao coletivo”, afirmou o presidente da Gol, Paulo Kakinoff.

Já a Latam afirma que a nova medida para embarque e orientações sobre o correto uso das máscaras já está sendo comunicada aos clientes e "somente não se aplica a menores de 11 anos e passageiros com patologias especiais comprováveis que possam apresentar outras crises em decorrência do uso da máscara". "Sabemos que a prevenção ao coronavírus nos aeroportos e a bordo de nossos voos seguirá sendo uma preocupação de nossos passageiros, reestruturamos nossa operação pensando nesta nova realidade e adotamos medidas de higiene nos mais altos padrões do mercado”, explica o CEO da LATAM Airlines Brasil, Jerome Cadier.

Foto: Guga Matos/ Acervo JC Imagem
Malha aérea do País foi reduzida em cerca de 92% por causa da pandemia do novo coronavírus - Foto: Guga Matos/ Acervo JC Imagem

A empresa diz ainda que, além de equipar seus funcionários com todos os itens de proteção individual como máscaras e álcool em gel, adaptou parte de sua operação de manutenção no Brasil e no Chile para a produção de máscaras. E recomenda a seus clientes fazerem o check-in online, pelo site ou aplicativo, além de optar pelo uso do cartão de embarque em formato digital para evitar contatos com as máquinas disponíveis nos aeroportos.

No caso da Azul, também será disponibilizado nos voos álcool em gel aos clientes. A companhia informa que reforçará a limpeza dos aviões e passará a medir a temperatura de todos os funcionários, tanto tripulantes, como os trabalhadores com funções em solo. "Da mesma forma que é obrigatório para as equipes da Azul o uso das máscaras, estamos pedindo para que nossos clientes também utilizem suas máscaras, lenços ou tecidos de proteção que os deixe confortáveis durante o voo. Juntos conseguimos aumentar o clima de segurança a bordo e deixaremos todos que estão voando com a certeza de que estão em um ambiente ainda mais protegido”, afirma o vice-presidente de Pessoas e Clientes, Jason Ward.

As novas normas adotadas pelas companhias aéreas se baseiam em informações e recomendações de órgãos públicos do Brasil e do exterior, como a Organização Mundial da Saúde (OMS), que reforça a comprovação científica de que o uso do acessório sobre o nariz e a boca diminui o risco de contágio pela covid-19. A medida também é apoiada pela Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA).

Foto: Acervo/JC Imagem
Azul já iniciou adoção da medida - Foto: Acervo/JC Imagem

As companhias ressaltam, no entanto, que não providenciarão o item para os clientes. As máscaras devem ser trazidas pelos próprios viajantes. Por essa razão, a Gol afirmou que usará seus canais de comunicação para indicar as melhores maneiras de confeccionar o acessório em casa.

As três empresas destacam também que os interiores dos aviões têm sido devidamente higienizados e desinfetados a cada voo, sendo que as aeronaves contam com filtros de ar capazes de eliminar mais de 99% dos vírus e bactérias presentes no ambiente.

LEIA MAIS CONTEÚDO DA COLUNA TURISMO DE VALOR

DIVULGAÇÃO
As três companhias que operam no País passarão a exigir uso do acessório - FOTO:DIVULGAÇÃO

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias