AVIAÇÃO INTERNACIONAL

Aeroporto do Recife recebe 1º voo internacional após abertura

Voo da portuguesa TAP chegou na madrugada desta segunda-feira (3). Retorno ocorre na terça (4). Turistas brasileiros continuam barrados na União Europeia

Mona Lisa Dourado
Mona Lisa Dourado
Publicado em 03/08/2020 às 18:40
Notícia

DIVULGAÇÃO
Aeronave A330-900neo da TAP chegou às 3h33 da manhã ao Recife, vinda de Lisboa, com 240 passageiros a bordo - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Conteúdo atualizado às 16h27 do dia 4 de agosto de 2020 

O Aeroporto Internacional do Recife recebeu na madrugada desta segunda-feira (3) seu primeiro voo internacional depois que governo federal decidiu reabrir parcialmente as fronteiras aéreas para a entrada de estrangeiros no Brasil na semana passada. O voo 2506, da companhia portuguesa TAP, deixou Lisboa às 23h30 do domingo e aterrissou na capital pernambucana às 3h33, segundo a Aena, que administra o terminal.

A aeronave A330-900neo, que tem capacidade para 298 passageiros, veio com 240 pessoas a bordo, também conforme a Aena. Nesta terça (4), às 21h05, está confirmado o voo de regresso, o TAP 2507, que tem chegada a Lisboa prevista para as 8h30.

A TAP foi a primeira companhia estrangeira a retomar frequências para o Recife. Em agosto, serão duas semanais, entre as 18 previstas para o Brasil. A partida para Lisboa ocorre às terças e domingos, às 21h05. Da capital portuguesa, os voos saem aos domingos e sextas, às 23h30. Para setembro, a previsão é que o Recife passe a contar com três frequências semanais, das 22 planejadas para o País.

O diretor geral da TAP no Brasil, Mário Carvalho, conta que o perfil dos passageiros desses primeiros voos é sobretudo de portugueses com negócios no Recife e de brasileiros residentes em Portugal. "Ainda não é propriamente o momento do turismo. Até porque a imagem do Brasil lá fora não é das melhores. Embora a contaminação no Recife esteja controlada, em outras partes do País ainda é muito alta", pondera. De acordo com o executivo, a demanda da companhia tem aumentado gradualmente, "mas é cedo para avaliar como será a retomada".   

DIVULGAÇÃO
Nesta terça-feira (4), às 21h05, está confirmado o voo de regresso, o TAP 2507, que tem chegada a Lisboa prevista para as 8h30 - DIVULGAÇÃO

PORTARIA FEDERAL

Embora as viagens internacionais a lazer com origem no Brasil ainda não sejam recomendadas por infectologistas e autoridades sanitárias, o Aeroporto do Recife foi autorizado na quarta-feira (29/8) a receber voos vindos do exterior através da portaria publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), que flexibiliza a abertura das fronteiras do País.

O documento informa que o estrangeiro em viagem ao Brasil deverá apresentar à companhia aérea, antes do embarque, comprovante de aquisição de seguro saúde e com cobertura para todo o período da viagem, "sob pena de impedimento de entrada em território nacional pela autoridade migratória por provocação da autoridade sanitária". A regra vale para quem permanecer no País por no máximo 90 dias.

BRASILEIRO BARRADO

Os brasileiros, no entanto, continuam impedidos de ingressar na União Europeia. A lista atualizada no último dia 1º/8 manteve viajantes do País sob restrições por causa da situação epidemiológica ainda considerada insatisfatória. A próxima atualização deve ocorrer no dia 15 de agosto.

Apesar de turistas estarem vetados, há situações em que a entrada pode ser liberada. “Viagem por motivos profissionais, de estudo, de reunião familiar, por razões de saúde ou por razões humanitárias e de acordo com o princípio da reciprocidade” estão permitidas, segundo o governo português.

>> Oferta de voos quase dobra no Aeroporto do Recife em julho; Azul estreia rota para o Santos Dumont (RJ)

Mesmo nestes casos, é obrigatório apresentar, antes do embarque, um teste com resultado negativo para o novo coronavírus. O exame deve ter sido realizado “nas últimas 72 horas antes do embarque, sob pena de lhes ser recusada a entrada em território nacional”, segundo determinação dos Ministérios de Negócios Estrangeiros, Defesa, Administração Interna e Saúde de Portugal, publicada no fim de junho.

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Movimentação no Aeroporto do Recife volta a subir, mesmo com a pandemia - BOBBY FABISAK/JC IMAGEM

RETOMADA INTERNACIONAL

Até março, a capital pernambucana tinha ligações diretas com 12 destinos no exterior.

Além da TAP, somente a AirEuropa confirmou a retomada dos voos a partir do Recife, neste caso para Madri, mas só em novembro.

Cabo Verde Airlines, que voa para a Ilha do Sal, diz que não tem previsão, assim como a Copa Airlines para a Cidade do Panamá, onde o aeroporto está fechado para voos internacionais até 22 de agosto.

Entre as aéreas nacionais, a Latam diz não ter estimativa de retomada dos voos para Buenos Aires, que operava a partir do Recife no período pré-pandemia. Da mesma forma, a Azul não tem data para reiniciar as frequências para Miami e Fort Lauderdale, ambas nos Estados Unidos, onde brasileiros seguem proibidos de ingressar. Já a Gol informa que não retomará voos internacionais em agosto e setembro. Do Recife, a companhia voava para Buenos Aires, Córdoba (Argentina) Montevidéu e Santiago do Chile. "Não identificamos nesse momento uma demanda que justifique a operação. No contexto atual, a companhia reforça que esses países continuam no seu plano de internacionalização", salienta a empresa, via nota à Coluna.

>> Companhias aéreas retomam rotas em Pernambuco em julho, com reabertura gradual da economia

>> Aeroporto do Recife ganha nova rota internacional de cargas

A Aena adianta, no entanto, que já há interesse demonstrado por parte de outras companhias aéreas em rotas internacionais nos aeroportos que administra. Essa retomada passa, diz a empresa via nota, "pela recuperação da confiança dos passageiros, que está sendo trabalhada através do cumprimento de todas as medidas de segurança sanitária em colaboração com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Secretaria de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura (SAC) e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac)".

DIVULGAÇÃO
Companhia diz que demanda pelos voos tem aumentado gradualmente - DIVULGAÇÃO

SEGURANÇA SANITÁRIA

Entre as ações adotadas, estão sinalização e mensagens de auto-falante com orientações de prevenção contra o novo coronavírus, necessidade do uso de máscara, e a disponibilização de álcool em gel nos saguões . "No caso dos passageiros estrangeiros, a Aena Brasil aplica todas as medidas determinadas na portaria do dia 29 de julho de 2020 do Governo Federal e dá o apoio necessário para que os órgãos competentes exerçam a fiscalização adequada", pontua a empresa.

De sua parte, a TAP destaca que ajustou as rotinas e implementou novos procedimentos, "garantindo a todos os passageiros um ambiente Clean & Safe em todas as fases da viagem". Isso inclui o uso de máscaras durante todo o voo, serviço de bordo simplificado e com itens individualizados, renovação do ar a cada três minutos e uso de filtros que bloqueiam 99,9% dos vírus e bactérias, incluindo o novo coronavírus.

PREÇO DO BILHETE

No site da TAP, já é possível encontrar bilhetes a partir de R$ 3.568 para um voo de ida e volta nesta primeira semana de agosto.

Além dos voos da capital pernambucana para Lisboa, em agosto também estão programados outros sete de Guarulhos, três do Galeão (RJ), dois de Fortaleza e dois de Confins (Belo Horizonte). A empresa ainda restabelecerá a rota Porto-Galeão, com um voo semanal. No mês seguinte, somam-se duas frequências de Brasília e duas de Salvador para Lisboa.

Antes da covid-19, a TAP chegou a operar 11 frequências semanais no Recife e 80 em todo o Brasil.

DIVULGAÇÃO
Companhia diz que demanda pelos voos tem aumentado gradualmente - FOTO:DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Nesta terça-feira (4), às 21h05, está confirmado o voo de regresso, o TAP 2507, que tem chegada a Lisboa prevista para as 8h30 - FOTO:DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Voo TAP 2506 deixou Lisboa às 23h30 do domingo (2) - FOTO:DIVULGAÇÃO
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Movimentação no Aeroporto do Recife volta a subir, mesmo com a pandemia - FOTO:BOBBY FABISAK/JC IMAGEM

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias