RETOMADA

Rio de Janeiro inicia campanha de descontos para turistas de todo o Brasil

Ação promocional Mais Rio por Menos reúne hotéis, restaurantes, bares, pontos turísticos, passeios de barco e lojas da capital e cidades do interior, além de rodoviárias e aeroporto RioGaleão

Mona Lisa Dourado
Mona Lisa Dourado
Publicado em 16/10/2020 às 12:07
Notícia

DIVULGAÇÃO
Rio Star reduziu preço do ingresso em R$ 10 - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

O Rio de Janeiro iniciou hoje uma campanha de incentivo à retomada do turismo que pode servir de referência para o restante do País. Por duas semanas, até o dia 30/10, hotéis, restaurantes, bares, pontos turísticos, passeios de barco e lojas da capital e cidades do interior oferecerão descontos de até 30%. Os terminais rodoviários,  MetrôRio e o Aeroporto Internacional Tom Jobim (RioGaleão) também aderiram à ação promocional.

Chamada de Mais Rio por Menos, a iniciativa é promovida pelo Sindicato dos Meios de Hospedagem do Rio de Janeiro (Hotéis Rio) e pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado do Rio de Janeiro (ABIH-RJ).

O site da ação reúne todas as ofertas para que os turistas possam programar seus roteiros e aproveitar as condições especiais. Para ter acesso aos benefícios, basta o visitante apresentar uma identificação provando que mora fora do Rio de Janeiro.

Um dos "combos" disponíveis oferece bilhetes para o Cristo Redentor e o AquaRio por R$ 99,90. O preço normal dos ingressos é de R$ 83,50 e R$ 140, respectivamente.

Foto: Reprodução
Cristo Redentor está na lista de atrativos da campanha - Foto: Reprodução

Já a entrada para a Rio Star, a roda-gigante de 88 metros de altura instalada no Porto Maravilha, sai por R$ 49, R$ 10 a menos que o valor convencional.

Com a campanha, o Rio de Janeiro pretende acelerar o turismo doméstico, em um momento em que as viagens internacionais ainda não foram retomadas. 

O Estado destaca o cumprimento das normas de prevenção à covid-19 para a segurança de profissionais e visitantes. 

Principal porta de entrada de turistas estrangeiros no Brasil e também um dos maiores focos do novo coronavírus no País, o Rio de Janeiro foi dos mais castigados pela pandemia. As perdas chegam a R$ 30,33 bilhões. Somente na capital, o setor hoteleiro gera mais de 180 mil empregos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias