PORTO DE GALINHAS

Porto de Galinhas: a experiência home office no paraíso

Turistas do Brasil inteiro tem experimentado em Porto de Galinhas um "home office" diferente aliando trabalho e lazer

Leonardo Vasconcelos
Leonardo Vasconcelos
Publicado em 30/05/2021 às 7:30
Notícia
Leonardo Vasconcelos / Especial para JC Imagem
Trabalhar de frente para o mar em Porto de Galinhas tem sido uma escolha de turistas do Brasil inteiro. - FOTO: Leonardo Vasconcelos / Especial para JC Imagem
Leitura:

Imagine trabalhar de frente para o mar e entre uma reunião e outra poder dar um mergulho ou caminhar na praia. O que antes ficava apenas na imaginação mesmo vem se tornando cada vez mais uma (agradável) realidade em Porto de Galinhas, no Litoral Sul de Pernambuco. Devido a pandemia, tem crescido o número de pessoas que buscam conciliar o trabalho remoto com o lazer em um dos principais destinos turísticos do Brasil. Elas vem experimentando um "home" office diferente quando sua casa (ainda que temporária) é no paraíso, destacando a melhoria da qualidade de vida. E do trabalho também.

A professora do departamento hotelaria e turismo da UFPE, Simone Almeida, afirmou que esta é uma tendência que deve se manter. "Nesta pandemia, as pessoas vem procurando espaços diferentes dos de casa para trabalhar, até para ter mais disciplina e concentração. Acho ainda cedo para cravar que é uma tendência que veio para ficar, mas seguramente deve se estender pelos próximos dois anos", disse a professora.

Foto: Kembali / Divulgação
Todas as suítes do Hotel Kembali são de frente para o mar. - Foto: Kembali / Divulgação

Simone, inclusive, integra uma equipe que, junto com o departamento de ciências administrativas da universidade, está realizando uma pesquisa justamente sobre a compreensão dos espaços alternativos de trabalho no contexto da pandemia. "Ela ainda está em andamento e deve ser finalizada até o final do ano, mas já é possível identificar nos relatos a importância do quanto uma mudança de ambiente diminui a pressão e favorece a concentração", adiantou.

O servidor público Leonan França, de 33 anos, de Cuiabá, no Mato Grosso, é um bom exemplo disto. Ele veio pela primeira vez para Pernambuco em busca da tranquilidade do litoral para melhorar seu rendimento. "Esse ambiente novo de frente para o mar vem estimulando mais a minha capacidade criativa e me dá uma outra percepção da realidade. Trabalhar com essa vista de Porto de Galinhas é uma experiência realmente renovadora. Acho interessante esta nova experiência de home office, quando você está longe de casa, mas se sente em casa", destacou Leonan, sem desgrudar do laptop, enquanto curtia a brisa do mar à noite.

Foto: Kembali / Divulgação
O Hotel Kembali, em Porto de Galinhas, é para maiores de 18 anos. - Foto: Kembali / Divulgação

Os hotéis de Porto de Galinhas, claro, estão de olho neste novo público e se especializando mais para recebê-lo. O Kembali, por exemplo, onde Leonan estava hospedado, criou um pacote office especial. Nele, os quartos dispõe de cadeira de escritório, impressora e máquina de café expresso. Entre as comodidades inclusas na diária estão academia de frente pro mar, room service e um espaço para reunião com TV. Além disso, o hotel destaca o silêncio, já que é exclusivo para adultos (maiores de 18 anos).

"Nós estamos apostando muito nesta modalidade de hotel office já pensando exatamente na saúde mental das pessoas. Todos os nossos apartamentos são frente mar e em qualquer lugar que o hóspede estiver, incluindo o nosso deck na praia, a internet funciona muito bem. Em intervalos ele pode facilmente tomar um banho de piscina ou de mar", afirmou Valéria Gordilho, gerente comercial do Kembali.

O hotel bem ao lado, Solar Porto de Galinhas, também está percebendo uma maior procura deste segmento office.

Foto: Vinicius Lubambo / Hotel Solar / Divulgação
Trabalhar com essa vista é uma nova forma de "home" office em Porto de Galinhas - Foto: Vinicius Lubambo / Hotel Solar / Divulgação

"É um novo público que vem buscando muito a nossa região. Aqui no nosso hotel percebemos que ele chega em vários formatos, inclusive trazendo a família. Ele vem trabalhar e também consegue brincar com os filhos em alguns momentos. Neste novo modelo em que o serviço não precisa ser presencial, as pessoas estão viajando para trabalhar e curtir ao mesmo tempo", disse Otaviano Maroja, gerente comercial do Solar Porto de Galinhas. Para os turistas do office, o Solar disponibiliza impressora, cadeira e mesa de escritório, além de uma boa rede wi-fi.

O agente de viagens César Hamu, 49, de Goiânia, estava há 15 dias trabalhando em Porto de Galinhas. "Eu vim conhecer este novo normal nos hotéis e repassar isto para a minha clientela quando eu voltar para meu escritório físico em Goiás. Em relação a comodidade e segurança está tudo ok. Vim ver na prática para passar a confiança para as pessoas que elas podem viajar tranquilas", destacou. Brincando, César só fez uma ressalva de experiência negativa. "Depois de conhecer essa modalidade de hotel office vai ser difícil ligar meu notebook no escritório e lembrar de quando a vista de fundo dele era o mar", confessou.

Foto: Vinicius Lubambo / Hotel Vivá / Divulgação
A experiência de aliar trabalho e lazer vem sendo bastante procurada - Foto: Vinicius Lubambo / Hotel Vivá / Divulgação

Foto: Kembali / Divulgação
O Hotel Kembali, em Porto de Galinhas, é para maiores de 18 anos. - FOTO:Foto: Kembali / Divulgação
Foto: Kembali / Divulgação
Todas as suítes do Hotel Kembali são de frente para o mar. - FOTO:Foto: Kembali / Divulgação
Foto: Vinicius Lubambo / Hotel Vivá / Divulgação
A experiência de aliar trabalho e lazer vem sendo bastante procurada - FOTO:Foto: Vinicius Lubambo / Hotel Vivá / Divulgação
Foto: Vinicius Lubambo / Hotel Solar / Divulgação
Trabalhar com essa vista é uma nova forma de "home" office em Porto de Galinhas - FOTO:Foto: Vinicius Lubambo / Hotel Solar / Divulgação

Comentários

Últimas notícias