coluna vida fit

Pesquisa do Canadá testa açaí no tratamento da covid-19

O estudo analisa a resposta de 580 pessoas diagnosticadas com covid-19 no Brasil e no Canadá

Gabriela Máxima
Gabriela Máxima
Publicado em 02/09/2020 às 8:05
DIVULGAÇÃO
Pesquisa deve durar 30 dias e resultado será apresentado até o final do ano - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

O fruto do açaí pode ajudar no tratamento dos sintomas mais grave do novo coronavírus. Pesquisa desenvolvida pela Universidade de Toronto, no Canadá, analisa a ação do fruto em inflamações no organismo. No total, 580 pessoas que testaram positivo para covid-19 foram divididas em dois grupos: o primeiro recebeu doses experimentais do remédio e o segundo um placebo. Os pacientes são do Brasil e do Canadá e a pesquisa é liderada por Michael Farkouh e Ana Andreazza. 

"Os frutos do açaí são baratos e estão disponíveis para todos, são seguros, então vale a pena tentar", disse Farkouh, em entrevista à AFP. Ele e a colega Andreazza trabalham com o efeito do açaí em resposta inflamatória há cinco anos. Com o surgimento da pandemia do novo coronavírus, eles decidiram testar a eficácia no combate à doença. 

Em casos mais graves, a covid-19 pode apresentar inflamações agudas e culminar em sérios problemas de saúde. O objetivo da pesquisa é justamente minimizar os danos da doença com intervenções precoces do açaí no organismo. A previsão é que a pesquisa dure aproximadamente 30 dias. Os resultados serão divulgados até o final de 2020.

Sobre o açaí

Bastante comum na América do Sul e Central, o açaí é queridinho dos praticantes de atividades físicas e reúne uma série de benefícios. Além de anti-inflamatório, o fruto é antioxidante e combate o envelhecimento precoce. É rico em nutrientes e proporciona energia extra no pré e pós-treino. Também ajuda no funcionamento do intestino, melhora a circulação e fortalece a imunidade. 

Comentários

Últimas notícias