solta o som

Ouvir música reduz fadiga muscular e melhora desempenho nos exercícios físicos

Veja lista das melhores músicas para treinar, segundo o Spotify

Marília Banholzer
Marília Banholzer
Publicado em 16/07/2021 às 7:00
Notícia
BANCO DE IMAGEM/FREEPIK
Ouvir música durante exercício físico potencializa o desempenho do atleta - FOTO: BANCO DE IMAGEM/FREEPIK
Leitura:

Não é raro ver as pessoas se exercitando usando um fone de ouvido. Embora os podcasts estejam em alta, na maioria das vezes, o que realmente está tocando é música. Rock, pop, axé, brega, sertanejo, funk... quanto mais agitada melhor para quem busca aumentar o desempenho cardiorrespiratório durante os treinos. Já quem curte algo mais calmo, como a meditação ou yoga, a dica é buscar sons mais lentos, com menos batimentos por minuto (BPM). Estudos científicos comprovam o poder da música na prática da atividade física e há, inclusive, quem defenda que ela reduz a fadiga e as dores durante os exercícios de maior intensidade.

>> Músicas agitadas são proibidas em academias como prevenção à covid-19 em Seul

Um trabalho acadêmico realizado pelos educadores físicos Vitor Ponchio e Mariangela Zanin, da União das Faculdades dos Grandes Lagos, em São Paulo, mostra que "em diversos exercícios físicos o aspecto da dor, do cansaço e da monotonia podem estar presentes, uma vez que a atenção do individuo fica focado em suas próprias sensações. Sendo assim, a música pode ser um elemento capaz de distrair o indivíduo, capaz de desvincular a atenção da pessoa para outro estímulo que seja mais prazeroso, e, neste momento, a música durante o exercício físico ganha significância e contorno, ou seja, quem a escuta responde tanto afetiva quanto corporalmente."

A análise revela inda que presença da música durante a atividade física pode aumentar a freqüência cardíaca devido ao estímulo ao sistema endócrino, que faz com que o corpo libere muitos hormônios. A consequência disso é a maior oxigenação dos tecidos musculares fazendo com que o individuo suporte por mais tempo as cargas impostas, tendo uma fadiga mais tardia.

Mas há um detalhe, a música tem que ser agradável aos ouvidos do indivíduo. Ou seja, se você não curtir o hit que está tocando, por mais agitado que seja, os resultados não serão os mesmos. Se o som for desagradável aos ouvidos do atleta haverá uma percepção maior da dor e cansaço.

Para além da teoria, cientistas da Universidade de São Paulo, em Ribeirão Preto, recrutaram 20 voluntários e aplicaram testes de força e resistência física em três cenários. 1) Participantes escutavam músicas que detestavam; 2) atletas ouviam os hits que mais curtiam; 3) treino em ambiente silencioso. Detalhe, entre os que ouviam músicas, os som tinham batidas semelhantes e eram agitadas. O resultado do experimento foi de que aqueles que ouviam as músicas que gostavam imprimiram mais força e sentiram menos o esforço.

Lista com as melhores músicas para treinar:

Segundo o site Manual do Homem Moderno, o serviço de streaming Spotify reuniu as músicas mais tocadas para a galera que vai da academia. Veja abaixo os rankings das músicas executadas no Brasil e no Mundo quando o assunto é treinar.

Melhores Músicas para treinar (Mundial)

1. Eminem – “‘Till I Collapse”
2. Kanye West – “POWER”
3. Drake – “Jumpman”
4. The Chainsmokers – “Closer”
5. Calvin Harris – “This is What You Came For”
6. Rihanna – “Work”
7. Sia – “Cheap Thrills”
8. The Weeknd – “Starboy”
9. Beyoncé – “7/11”
10. David Guetta – “Hey Mama”

Melhores Músicas para treinar (Brasil)

1. Drake – “One Dance”
2. Calvin Harris – “This Is What You Came For”
3. Desiigner – “Panda”
4. Mike Posner – “I Took A Pill In Ibiza – Seeb Remix”
5. Rihanna – “Work”
6. Tinashe All – “Hands On Deck – Giraffage Remix”
7. Jonas Blue – “Fast Car – Radio Edit”
8. Rihanna – “Bitch – Better Have My Money”
9. Vigiland – “Shots & Squats”
10. The Chainsmokers – “Don’t Let Me Down – Hardwell & Sephyx Remix”

Comentários

Últimas notícias