Saúde

Nutricionista, nutrólogo e endocrinologista: entenda a diferença entre eles

Descubra em quais situações você pode procurar cada um desses profissionais

Marília Banholzer
Marília Banholzer
Publicado em 09/11/2021 às 21:41
FREEPIK/BANCO DE IMAGENS
Nutricionista tem papel fundamental de analisar os efeitos dos alimentos no corpo humano e, com isso, determinar a quantidade ideal de nutrientes que cada pessoa precisa ingerir. - FOTO: FREEPIK/BANCO DE IMAGENS
Leitura:

A busca pelo apoio nutricional tem se intensificado ao passo que as pessoas passaram a se preocupar mais em manter uma rotina alimentar mais saudável. Dentro da nutrição, destaca-se, inclusive, a procura pela nutrição esportiva, uma vez que junto com a reeducação alimentação as pessoas têm investido numa vida com exercícios físicos. É nesse cenário que têm se popularizado a busca por outro profissional: o nutrólogo. E na balança entre nutricionistas e nutrólogos, adicionamos o endocrinologista. Três profissionais com atuações semelhantes, mas diferentes. Então, entenda a diferença entre eles e quando procurar o atendimento de cada um desses especialistas.

Vamos primeiro ao tema que mais gera confusão: qual a diferença ente nutricionista e nutrólogo? De início, a nutrição consiste de um curso superior que aborda o suporte envolvido com as dietas, por meio de cálculos de avaliação nutricional. Já o nutrólogo é um médico que, depois de formado, buscou a especialização em nutrologia, assim como acontece com a pediatria, ginecologia, cardiologia, entre outras. Para além da formação, no campo da atuação, há diferenças sensíveis entre o dois especialistas. 

O que esperar do nutricionista?

Esse profissional atua no cuidado e orientações relacionados à alimentação dos pacientes. O nutricionista busca atender as necessidades nutricionais de indivíduos ou grupos de todos os ciclos de vida, tanto para promoção e recuperação da saúde quanto para prevenção e tratamento de doenças. Entre as principais funções deste especialista estão: orientar e prescrever dietas individuais, respeitando a rotina do seu paciente e a sua necessidade de nutrientes; auxiliar a alimentação do seu paciente, de acordo com suas preferências e metabolismo; preparar cardápios para refeições completas; controlar a qualidade dos produtos, o preparo dos alimentos e a higiene do processo.

Qual a atuação do nutrólogo?

Apesar do termo "nutrólogo" estar mais comum atualmente, a nutrologia é representada pela Associação Brasileira de Nutrologia, cuja fundação data de outubro de 1973 e o reconhecimento oficial pelo CFM em 1978. Nesse ramo, são observados todos os seus aspectos, normais, patológicos, clínicos e terapêuticos. Por definição, a nutrologia tem como função fazer o diagnóstico, a prevenção e o tratamento das enfermidades nutroneurometabólicas.

O nutrólogo pode atuar em diferentes frentes e com variados objetivos, como diagnosticar e tratar doenças nutricionais, como diabetes, hipertensão ou obesidade; identificar maus hábitos alimentares ou de vida, orientando o paciente sobre a relação deles com o seu estado de saúde; incentivar o paciente a fazer um acompanhamento periódico do seu estado nutricional; educar o paciente em relação aos benefícios e malefícios de determinadas substâncias, e a importância da informação nutricional para a garantia da qualidade de vida; e contribuir com o estudo constante do papel dos nutrientes em busca de uma vida longa e saudável. 

Ou seja, a principal diferença entre nutricionista e nutrólogo é: o nutrólogo pode prescrever medicamentos que o paciente necessite, mas só o nutricionista pode prescrever dietas.

E o endocrinologista? Qual o seu papel?

Muita gente lembra de procurar um endocrinologista quando quer engordar ou emagrecer. Mas este é um médico, que se especializou em endocrinologia, e atua sobre as doenças endócrinas, como: obesidade, diabetes, alterações no funcionamento da tireóide e no crescimento infantil, osteoporose, reposição hormonal na menopausa, entre outras. Seu papel, em geral, diz respeito ao acompanhamento do paciente portador de alterações metabólicas, realizando tratamento medicamentoso, na grande maioria das vezes, mas também pode dar orientações gerais relacionadas à alimentação.

O médico endocrinologista pode solicitar exames e prescrever medicamentos, assim com o nutrólogo. Quando necessário, o trabalho desse profissional pode ser complementado pelo trabalho do nutricionista. Vale ressaltar que apesar das doenças tratadas por endocrinologistas e nutrólogos sejam as mesmas, a abordagem realizada pelos profissionais é diferente.

Enquanto o primeiro olha para a produção hormonal e busca repor ou tratar essa disfunção, o nutrólogo concentra-se nos hábitos do paciente, buscando uma ligação entre eles com os problemas hormonais. Dessa forma, as especialidades podem, também, se complementar. Para o tratamento de certas doenças, o acompanhamento metabólico é tão importante quanto o nutricional.

Com isso, o endocrinologista corrige, a curto prazo, os sintomas e evolução da doença, enquanto o nutrólogo acompanha uma mudança de hábitos alimentares e de vida do paciente, buscando uma solução permanente. Já o nutricionista tem o papel de manter o paciente dentro de planejamento alimentar adequado.

Comentários

Últimas notícias