Mexa-se

Exercício de força ou aeróbico? Saiba qual ajuda a emagrecer melhor

Musculação, crossfit, corrida, pedal... qual exercício emagrece mais?

Marília Banholzer
Marília Banholzer
Publicado em 27/10/2021 às 17:50
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Senso comum leva as pessoas acima do peso buscarem exercício aeróbicos - FOTO: TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Leitura:

Musculação, crossfit, natação, corrida, artes marciais, treino funcional, pedal... As opções de exercícios são tantas que ficaria cansativo citar todas. Mas qual delas é mais efetiva no quesito emagrecimento? Essa talvez seja a principal dúvida de quem busca uma atividade visando perder peso. Culturalmente, acreditamos que o exercício que nos faz transpirar mais é aquele que nos ajuda a emagrecer mais rápido. Porém, isso já é considerado um mito. Aqui, vale destacar que um "emagrecimento rápido" não é saudável, pois faz com que nosso corpo sofra com a perda de estruturas musculares. Para perder peso de forma saudável, é preciso uma rotina de boa alimentação e prática de exercícios.

>> Cinco acessórios simples e baratos para quem deseja manter uma rotina de treino em casa

Porém, voltando para a escolha da atividade, é preciso saber que - grosso modo - as modalidades se dividem entre exercícios de fortalecimento/força e resistência aeróbia/velocidade. Partindo da ideia de que treinos cardiovasculares e de força são substancialmente diferentes em intensidade, duração e os grupos musculares que usam, fica claro que eles também queimam calorias de maneiras diferentes.

Andressa Milanez/Divulgação
Sócios do clube de vantangens do JC têm descontos de 20% nos planos anuais da Concept Fit Academia, em Casa Amarela - Andressa Milanez/Divulgação

Por isso, segundo o preparador físico Fábio Nunes, especialista em biomecânica, treinamento esportivo e  medicina do esporte, o ideal é unir os dois tipos de práticas para ter um resultado mais rápido (e consistente). "A literatura atual nos diz que os dois tipos de treinamento têm a mesma valia no quesito gasto energético (queima de calorias), desde que eles sejam realizados no mesmo grau de intensidade. O cenário ideal é realizar os dois tipos de estímulos, sempre com intervalos entre as sessões. Duas horas seria um tempo mínimo, mas o ideal para a recuperação de todas as vias energéticas seriam seis horas".

Mas se eu só tiver tempo de fazer um? Qual escolher? O preparador físico orienta que, preferencialmente, deve-se optar pelos exercícios de força. "Existe um senso comum de que as pessoas acima do peso são encaminhadas para uma esteira ou bicicleta e as mais magras vão levantar peso. Isso vai de encontro com a ciência, é um 'pensamento muito raiz' da turma de academia. Se tiver que optar, para o emagrecimento, devo buscar desenvolver a estrutura muscular por um simples destaque: quem consome energia do nosso corpo é o músculo, não a gordura. A gordura é a reserva de energia. Então, se eu desenvolvo mais músculos, eu crio a necessidade de gastar mais energia (calorias)", explica Fábio Nunes.

O especialista ressalta, inclusive, as atividades consideradas mistas, como artes marciais, crossfit e funcional, que conseguem unir as características dos treinos de força e cardiorrespiratório. "Não está errado dizer que um treino aeróbico irá acelerar seu metabolismo, mas a manutenção muscular é primordial". Para entender: enquanto uma corrida ajuda o corpo a queimar mais durante a sessão, levantar pesos faz o contador de calorias continuar girando por horas depois da prática. Por isso, a união dos dois é a melhor saída.

TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Ação de orientação e fiscalizações do CREF12/PE na reabertura das academias - TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM

Para quem não gosta de fazer exercícios de força e insiste em ficar só no aeróbico, Fábio Nunes alerta que nem todo desempenho esportivo exige da sua massa muscular. Ou seja, você precisa ter força para desenvolver qualquer atividade, ou mesmo evitar lesões. Um corredor, por exemplo, precisa fortalecer os conjuntos musculares das pernas.

"Não é preciso levantar grandes cargas ou passar muitas horas na academia para ter ganhos musculares. Existem muitas variáveis que podem ser usadas e fazer esse treino ser, de certa forma, leve e rápido e ainda assim conquistar os objetivos", pondera o preparador físico. Fábio Nunes ainda ressalta que, independente do tipo de treino, o emagrecimento só vem acompanhado de uma alimentação balanceada.

Comentários

Últimas notícias