estética

Queda excessiva de cabelo? Pode ser deficiência de vitaminas; veja os alimentos aliados

Açúcar e carboidratos são vilões para a saúde do seu cabelo

Marília Banholzer
Marília Banholzer
Publicado em 27/11/2021 às 7:30
REPRODUÇÃO / FREEPIK
O primeiro passo para perceber se há algo de errado na perda de cabelo é identificar se a queda é normal ou ativa. - FOTO: REPRODUÇÃO / FREEPIK
Leitura:

Uma rotina corrida e estressante somada a uma alimentação irregular - que acaba por promover uma deficiência de vitaminas - pode ser a resposta para a queda acentuada de cabelos. Estima-se que todos os dias perdemos de 50 a 100 fios de cabelo. Mas como ninguém vai sair contando fio a fio, é necessário ficar atento se a pessoa nota que esse volume de queda tem se acentuado.

Especialistas explicam que uma pessoa com um quadro de má nutrição apresenta deficiência de proteínas, vitaminas e minerais, componentes que são fundamentais no crescimento, estrutura e coloração dos cabelos. Neste caso, é importante manter uma alimentação rico em nutrientes como: proteína, zinco, vitaminas A, C e do Complexo B, ferro e selênio. Por outro lado, há alimentos que estão entre os maiores vilões do cabelo bonito e saudável. É o caso do açúcar, do carboidrato refinado (massa e pão branco) e do álcool.

Saiba onde encontrar bons nutrientes para os cabelos:

Proteína - Importante para crescimento e regeneração de tecidos, já que 88% do cabelo é formado por proteínas. Os alimentos mais ricos em proteínas são os de origem animal, como a carne, o peixe, ovo, leite, queijo e iogurte.

Vitamina A - Vitamina hidrossolúvel fundamental para cicatrização por interferir na capacidade de fibroblastos em sintetizar o colágeno; sua deficiência pode levar a alopecia. Pode ser reforçada através do consumo de fígado, leite integral, gema de ovo, queijo e peixes oleosos, além de vegetais como cenoura, abobrinha, batata doce e espinafre.

Complexo B - As vitaminas do complexo B exercem papéis importantes para a manutenção da saúde capilar. Elas estão presentes em alimentos como peixes, levedura de cerveja, fígado, castanhas e abacate. 

Vitamina C -  Sua deficiência pode levar a alopecia. O nutriente pode ser encontrado em alimentos cítricos como a laranja, a acerola, limão, mas também presentes no brócolis, couve, pimentão amarelo, entre outros.

Vitamina D - É responsável pela saúde do couro cabeludo, com função antioxidante e anti-inflamatória. Em casos de queda de cabelo associada a deficiência deste nutriente. Tomar sol por 15 minutos diariamente é a forma mais eficaz de se conseguir manter bons níveis de vitamina D no organismo. Mas a alimentação sempre pode ajudar no processo. Os alimentos ricos em vitamina D são especialmente de origem animal.

Zinco - É ator de crescimento e desenvolvimento dos cabelos, sua deficiência pode causar cabelos finos, quebradiços sem brilho e avermelhados. Algumas das principais fontes de zinco são alimentos de origem animal, como ostras, carne de boi ou fígado.

Ferro - Sua deficiência, mesmo sem a presença de anemia, está fortemente relacionada com a queda de cabelo. Bons exemplos de alimentos ricos em ferro, são as carnes vermelhas, o feijão preto, e o pão de cevada.

Selênio - Atua na integridade de cabelos e unhas e participa do crescimento e fortalecimento dos fios. Utilizado no tratamento de caspa e seborreia. Os alimentos ricos em Selênio são principalmente castanha-do-pará, trigo, arroz, gema de ovo, sementes de girassol e frango. Mas atenção, o excesso desse nutriente pode causar deformação de unhas e cabelos.

  

* Quando você compra por meio de links em nosso site, podemos receber comissão de afiliado.

Comentários

Últimas notícias