Música

Amanda Wanessa deixou músicas e clipes gravados antes do acidente

Cantora é um dos expoentes da música gospel pernambucana e está hospitalizada desde janeiro

Márcio Bastos Renata Monteiro
Cadastrado por
Márcio Bastos
Renata Monteiro
Publicado em 05/07/2021 às 18:33 | Atualizado em 05/07/2021 às 18:36
INSTAGRAM/@AMANDAWANESSA/REPRODUÇÃO
Em luta pela pronta recuperação, a cantora gospel Amanda Wanessa continua internada em um hospital particular do Recife - FOTO: INSTAGRAM/@AMANDAWANESSA/REPRODUÇÃO
Leitura:

Amanda Wanessa é um dos nomes mais importantes do gospel no Nordeste e o grave acidente no qual se envolveu, no dia 4 janeiro deste ano, consternou a comunidade artística e evangélica. Internada desde então, atualmente ela se encontra em tratamento em um hospital do Recife, onde vem apresentando progresssivas melhoras, incluindo a recente retirada da traqueostomia. Ainda sem previsão de alta, seus fãs aguardam ansiosamente por sua plena recuperação e também torcem por novas músicas.

Com a carreira em ascensão antes do acidente, Amanda tinha planos para lançar músicas ao longo de 2021. De acordo com informações fornecidas por sua família, a cantora tinha músicas gravadas, no formato voz e violão, e até clipes. Por enquanto, não há previsão sobre quando esse material inédito ficará disponível para o público.

Mesmo internada, Amanda Wanessa continua com uma audiência mensal grande nas plataformas digitais. Sem lançamentos inéditos há meses, ela mantém um número robusto no YouTube, com mais de um milhão de visualizações diárias. Em menos de um mês, seu canal na plataforma ganhou 200 mil inscritos e, agora, acumula um total de visualizações de 649 milhões de execuções - 29 milhões a mais do que em junho. Os números colocam a pernambucana na frente de nomes da música pop internacional, como Lily Allen, Amy Winehouse, Kelly Rowland, entre outros.

ACIDENTE

O carro que Amanda Wanessa conduzia bateu em um caminhão no dia 4 de janeiro na PE-60, em Barreiros, cidade da Mata Sul pernambucana. O pai e a filha da cantora também estavam no automóvel, mas não sofreram ferimentos graves. Segundo informações publicadas no Blog Ronda JC com base no laudo que está anexado ao processo sobre a colisão, Amanda dirigia a 130 km/h quando o acidente ocorreu. O juiz Raphael Calixto Brasil, da comarca de Rio Formoso, que assina o documento, afirma que "o evento (colisão) ocorreu em tese por culpa exclusiva da vítima".

 

Comentários

Últimas notícias