INVESTIMENTO

Em época de baixa, especialistas dão dicas de como operar na bolsa

Saber quanto você recebe e quanto você pode gastar faz diferença na hora de investir

Manuela Figuerêdo
Manuela Figuerêdo
Publicado em 10/03/2020 às 12:34
Notícia
Foto: Pixabay
Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, e operador financeiro Paulo César Chafic Haddad foram denunciados por lavagem de dinheiro e corrupção passiva e ativa - Foto: Pixabay
Leitura:

Com a queda da bolsa de valores - mas que nesta terça-feira (9) já voltou a subir, muitos investidores se preocupam com o rumo das suas ações na bolsa de valores e como investir da melhor forma. Em entrevista para a Rádio Jornal, o professor de investimentos Francisco Vaz, o financista Artur Lemos e o investidor Felipe Tavares deram dicas de como investir bem.

Francisco Vaz deixa claro que o mercado de investimentos não é feito de certezas, seja para o pequeno investir como para as grandes empresas. "Gasta-se muito energia tentando adivinhar onde é o fundo e onde é o topo. Mas da mesma forma que teve uma queda avassaladora ontem, poderíamos ter hoje também." Por isso, a primeira dica é saber ser racional em situações imprevisíveis. "Ansiedade não combina com o mercado financeiro, seja para comprar, seja para vender", reforça o professor.

Outro ponto muito importante, segundo o financista Artur Lemos, é fazer um planejamento financeiro. Como não temos um cultura de cuidado com as finanças pessoais, é preciso aprender a cultivar: saber quanto você recebe e quanto você pode gastar. Na visão de Artur, para o investidor pequeno, que não tem tempo de acompanhar o mercado - e suas variáveis que interferem diretamente na bolsa de valores -, ele precisa se preocupar menos com o timing e mais com o que vai comprar e por quanto vai comprar.

O financista também ressalta a diversificação de investimentos como um fator positivo para possíveis crises e pontua um vantagem indiscutível da modernidade: a internet. Pela gama de informações, o mobile tem ajudado ao investidor gerenciar melhor sua vida financeira. Artur acredita que o segredo do sucesso é, também, aprender a perder pouco, por mais que seja paradoxal que seja. "Saber montar ações que tenha limite de perdas e estipular essas perdas é essencial. Desse modo, você tem um gerenciamento de risco tolerável. "Como as chances de você enriquecer rápido são pequenas, é preciso ser realista", complementa.

Ser realista é também outra tarefa importante para o investidor Felipe Tavares. "Você tem que trabalhar com a realidade das empresas. Escolher empresas boas, com um histórico positivo, sempre analisando como está o fluxo de caixa livre, quanto de dinheiro que investe quando consegue tirar de volta. Em longo prazo, é melhor investir em uma empresa que tem mostrado bons resultados." Felipe também fala sobre um tripé para os investidores: tempo, conhecimento e interesse. Afinal, é preciso dedicação e estudo para entender os números das empresas. 

Por fim, as estratégias podem ser diferentes, mas, de fato, o planejamento nunca pode faltar. A chave é, como afirma Felipe Tavares, ter um plano de ação e executar de acordo com o que se planejou. Segundo Artur Lemos, em média, quedas intensas como a de ontem acontece uma vez por ano. Ou seja, faz parte do jogo saber lidar com essa dinâmica. 

Comentários

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias