Covid-19

Coronavírus: Sindicato de Auditores Fiscais pede que Receita adie prazo de entrega do IRPF

O sindicato sugeriu ainda a redução do prazo de restituição do IR para agosto.

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 20/03/2020 às 14:37
Notícia
KATARINA MORAES / JC
Consultas ao CPF devem ser feitas apenas pelos canais oficiais da Receita Federal - FOTO: KATARINA MORAES / JC
Leitura:

Com a pandemia do coronavírus, o Sindicato dos Auditores Fiscais (Sindifisco) pediu à Receita Federal o adiamento por um mês do prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), prevista para o dia 30 de abril.

Em ofício encaminhado ao secretário especial da Receita Federal, José Barroso Tostes Neto, o sindicato sugeriu ainda a redução do prazo de restituição do IR para agosto.

>> Como salvar as empresas da quarentena? Esse é o maior desafio do governo

Geralmente, a restituição é feita em vários lotes, até o fim do ano.

"O Estado de calamidade pública, na avaliação do sindicato, prejudica a todos, porque a Receita Federal fechará seus atendimentos, os contribuintes encontrarão dificuldades em contatar seus contadores ou em recolher todos os documentos necessários para o preenchimento da declaração do IRPF, por restrições ou dificuldades de deslocamento, com especial ênfase aos profissionais da saúde e de segurança pública, altamente demandados pelo menos até o final de abril", afirmou o sindicato, em nota.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95. Confira o mapa de casos:

Comentários

Últimas notícias