INOVAÇÃO

Projeto vai financiar ideias inovadoras para reduzir impactos econômicos do coronavírus em Pernamabuco

Ao todo, cerca de R$ 400 mil reais serão investidos na iniciativa batizada de Desafio OIL/AD Diper Nova Economia

Marcelo Aprígio
Cadastrado por
Marcelo Aprígio
Publicado em 22/07/2020 às 18:14 | Atualizado em 22/07/2020 às 18:27
BERNARDO SOARES / ACERVO JC IMAGEM
Seis projetos serão selecionados para receber investimentos financeiros para saírem do papel ou serem aperfeiçoados - FOTO: BERNARDO SOARES / ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

Fruto de uma parceria entre a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) e o Porto Digital, foi lançado, nesta quarta-feira (22), o Desafio OIL/AD Diper Nova Economia. A iniciativa busca atrair empresas, startups e pesquisadores para encontrar soluções tecnológicas inovadoras capazes de minimizar os impactos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus em Pernambuco. Seis projetos serão selecionados para receber investimentos financeiros para saírem do papel ou serem aperfeiçoados.

» Empresa abre seleção no Recife para startups do Porto Digital

» Atividades ligadas à tecnologia e inovação serão indispensáveis no mundo pós-pandemia

Ao todo, cerca de R$ 400 mil reais serão investidos pelo Grupo Moura, Grupo Cornélio Brennand, Indústrias Reunidas Raymundo da Fonte, AkzoNobel e Indorama Ventures Polímeros. Essas empresas são fomentadoras do projeto, que será gerido por um grupo de especialistas setoriais contratados pela AD Diper.

» Empresas de tecnologia estão otimistas com oportunidades após a pandemia

Para participar do desafio, os interessados devem apresentar ideias voltadas para marketing e vendas; gestão de negócios; biossegurança; formação de pessoas; distribuição e logística e finanças e contratos. As inscrições começaram nesta quarta e seguem até o dia 5 de agosto pelo do site da iniciativa (novaeconomia.portodigital.org). Os projetos inscritos serão selecionados em um processo online, cujo resultado será divulgado no dia 26 de agosto. "Nossa ideia é entender os principais novos desafios do mercado e, rapidamente, mapear e implementar soluções inovadoras que preparem nossas empresas para a Nova Economia”, explica o diretor-presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima.

Tecnologia para recuperar economia

As propostas deverão levar em conta as limitações impostas pela pandemia, como menor contato entre as pessoas, restrições mais rígidas de viagens e higiene, e novas leis e regulamentações, entre outros aspectos, para poderem minimizar os efeitos da covid-19 na economia. Poderão ser submetidos ao desafio aplicativos, plataformas, soluções de sensoriamento, Inteligência Artificial, Inteligência de Negócios (BI), entre outras ferramentas tecnológicas. “Para conseguirmos atingir os mesmos níveis de antes da pandemia, precisaremos não só de muito trabalho, mas cooperação, inteligência e tecnologia", defende o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena.

» Entenda como a tecnologia é aliada de Pernambuco no combate ao novo Coronavírus

Inicialmente, os projetos serão analisados sob a ótica da tecnologia, prazos de desenvolvimento e viabilidade econômica. Após essa fase, aqueles que atenderem esses requisitos serão apresentados ao Comitê das Empresas Apoiadoras, que escolherá os vencedores do desafio. As ideias selecionadas poderão ser usadas pelas organizações parceiras terão direito por 12 meses, sem ônus para as empresas, que poderão testar essas soluções em primeira mão.

Comprovada a eficácia dos projetos de inovação para solucionar na prática os problemas do cotidiano corporativo, eles terão a oportunidade de ganhar escala e receber aportes financeiros. Essa etapa contará com o apoio de uma rede montada com Aceleradoras e Fundos de Investimento parceiros formada por instituições como a Câmara Americana de Comércio no Recife (Amcham Recife); o Grupo de Líderes Empresariais de Pernambuco (LIDE/PE); o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Pernambuco (Sebrae PE); a Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe) e o Sistema Fecomércio. Essas instituições farão a ponte entre as demandas dos setores econômicos onde atuam para facilitar a adoção dessas tecnologias para mitigar os danos causados pela pandemia.

GUGA MATOS/JC IMAGEM
Seis projetos serão selecionados para receber investimentos financeiros para saírem do papel ou serem aperfeiçoados - FOTO:GUGA MATOS/JC IMAGEM

Comentários

Últimas notícias