RETOMADA

Veja quando Pernambuco vai entrar no 'novo normal' no Plano de Convivência com a Covid-19

As regiões deverão passar ao menos 15 dias em cada etapa antes de seguir para a próxima

Danielle Santana
Danielle Santana
Publicado em 23/09/2020 às 19:17
Notícia
ANDREA RÊGO BARROS/ARQUIVOPCR
Bastante prejudicado pela pandemia do novo coronavírus em 2020, o setor de serviços poderá funcionar parcialmente a partir de agora - FOTO: ANDREA RÊGO BARROS/ARQUIVOPCR
Leitura:

O governo de Pernambuco anunciou nesta quarta-feira (23) as datas previstas para que as atividades do Estado avancem nas próximas etapas no Plano de Convivência com a covid-19. Se tudo ocorrer conforme o planejado pelo governo, a estimativa é de que, no dia 9 de novembro, todos os setores da economia no Estado tenham retomado suas atividades seguindo os protocolos gerais e específicos de segurança estabelecidos anteriormente. Esse seria o novo normal, segundo a próprio nomenclatura das autoridades estaduais.

Neste momento, há municípios na etapa 7 e na etapa 8 do cronograma. Um novo avanço acontece nesta segunda-feira (28). O governo estabeleceu que cada região do Estado deve passar ao menos 15 dias em cada etapa antes de seguir para a próxima, respeitando o histórico de avaliação de cada local. Análises de dados semanais serão realizadas antes da autorização de avanço no plano de convivência. Confira abaixo o cronograma:

Divulgação
Etapas de avanço de atividades do governo de Pernambuco - Divulgação



O secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, ponderou que, na última etapa, “teremos todas as atividades econômicas permitidas a voltar a funcionar com cargas específicas, pois enquanto não tivermos uma vacina ou medicamento eficaz, devemos aprender a conviver com o coronavírus, sempre obedecendo os protocolos de funcionamento nos seus três eixos: higiene, distanciamento social e comunicação e monitoramento”.

Schwambach destacou que, mesmo quando a implantação de todas as etapas for concluída, o Estado continuará a dialogar com todos o setores produtivos, fazendo os ajustes de cargas necessários para cada segmento.

Confira a data prevista para os avanços no plano de convivência

A partir da quinta-feira (24), os serviços de alimentação podem passar a receber até 70% da capacidade. A mudança é válida para a Região Metropolitana do Recife, Zona da Mata e parte do Agreste, nas regiões de Limoeiro e Caruaru. (veja as regiões abaixo)

No dia 28 de setembro os municípios que fazem parte da RMR, parte do Agreste e aqueles que integram a Geres IV, na região de Caruaru, avançam para a etapa 9 do plano. Nela, está autorizado o funcionamento de cinemas e eventos sociais com até 100 pessoas ou 30% da capacidade, o critério a ser seguido é aquele que aglomerar o menor número de pessoas.

No mesmo dia, as outras regiões do estado seguem para a etapa 8, quando fica permitido o retorno de 100% da mão de obra dos serviços de escritório, reabertura do comércio de praia, de museus e espaços de exposição.

Na semana seguinte, a partir do dia 05 de outubro, com exceção das Geres IX e X, no Sertão do estado, que correspondem às regiões de Afogados da Ingazeira e Ouricuri, todo o estado estará na fase 9 do plano de convivência.

Já no dia 12 de outubro, a RMR e parte do Agreste poderão fazer um novo avanço, passando para a etapa número 10 do plano. Será permitido o aumento da capacidade de eventos para até 300 pessoas, ou 50% da capacidade do estabelecimento. Estarão liberados os parques de diversão, temáticos e similares, com novos protocolos. Os eventos sociais, culturais e corporativos podem aumentar a capacidade para até 300 pessoas, ou 50% da capacidade do estabelecimento.

A mesma etapa será alcançada pelas outras regiões no dia 19 de outubro. Novamente, com exceção das Geres IX e X, no Sertão do Estado, que precisarão aguardar uma semana para avançarem de fase.

A partir do dia 26 de outubro, parte do estado já estará vivenciando o novo normal. Na 11ª e última fase do plano de convivência serão gerados novos protocolos para autorizar a reabertura do serviço público com 100% da capacidade, salões de beleza, comércio varejista, serviços médicos, odontológicos, veterinários; serviços de alimentação; feira e polo de confecção; shoppings, centros comerciais e praças de alimentação; museus, cinemas e parques de diversão; e locais para prática esportiva.

A Região Metropolitana do Recife e a região de Caruaru serão as primeiras a alcançarem essa última etapa. No dia 02 de novembro outras, cinco regiões avançam no plano e também chegam à última fase. Por fim, no dia 09 de novembro, outras duas regiões deverão alcançar as demais.

CONFIRA QUAIS AS GERÊNCIAS DE CADA CIDADE

I Gerência Regional de Saúde
Abreu e Lima, Araçoiaba, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Chã Grande, Chã de Alegria, Glória de Goitá, Fernando de Noronha, Igarassu, Ipojuca, Itamaracá, Itapissuma, Jaboatão dos Guararapes, Moreno, Olinda, Paulista, Pombos, Recife, São Lourenço da Mata e Vitória de Santo Antão.

II Gerência Regional de Saúde
Bom Jardim, Buenos Aires, Carpina, Casinhas, Cumaru, Feira Nova, João Alfredo, Lagoa de Itaenga, Lagoa do Carro, Limoeiro, Machados, Nazaré da Mata, Orobó, Passira, Paudalho, Salgadinho, Surubim, Tracunhaém, Vertente do Lério, Vicência.

III Gerência Regional de Saúde
Água Preta, Amaraji, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Lagoa dos Gatos, Maraial, Palmares, Primavera, Quipapá, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, Sirinhaém, Tamandaré, Xexéu.

IV Gerência Regional de Saúde
Agrestina, Alagoinha, Altinho, Barra de Guabiraba, Belo Jardim , Bezerros, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Cachoeirinha, Camocim de São Felix, Caruaru, Cupira, Frei Miguelinho, Gravatá, Ibirajuba, Jataúba, Jurema, Panelas, Pesqueira, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Sanharó, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá, São Bento do Uma, São Caetano, São Joaquim do Monte, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Toritama, Vertentes.

V Gerência Regional de Saúde
Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçados, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Garanhus, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmerina, Paranatama, Saloá, São João, Terezinha.

VI Gerência Regional de Saúde
Arcoverde, Buíque, Custódia, Ibimirim, Inajá, Jatobá, Manarí, Pedra, Petrolândia, Sertânia, Tacaratu, Tupanatinga, Venturosa.

VII Gerência Regional de Saúde
Belém do São Francisco, Cedro, Mirandiba, Salgueiro, Serrita, Terra Nova, Verdejante.

VIII Gerência Regional de Saúde
Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina, Santa Maria da Boa Vista.

IX Gerência Regional de Saúde
Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena, Trindade.

X Gerência Regional de Saúde
Afogados da Ingazeira, Brejinho, Carnaíba, Iguaraci, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira, Tuparetama.

XI Gerência Regional de Saúde
Betânia, Calumbi, Carnaubeira da Penha, Flores, Floresta, Itacuruba, Santa Cruz da Baixa Verde, São José do Belmonte, Serra Talhada, Triunfo.

XII Gerência Regional de Saúde
Goiana, Aliança, Camutanga, Condado, Ferreiros, Itambé, Itaquitinga, Macaparana, São Vicente Ferrer, Timbaúba.

Divulgação
Etapas de avanço de atividades do governo de Pernambuco - FOTO:Divulgação

Comentários

Últimas notícias