COMÉRCIO

Ceasa: últimos dias do plantão 24h de vendas do milho; Confira os preços

Com grande movimentação de consumidores, o alimento pode ser encontrado mais barato no Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco

Julianna Valença
Julianna Valença
Publicado em 21/06/2021 às 15:19
Notícia
Berg Alves
Grande movimentação de consumidores e redução dos preços marca os últimos dia de Plantão do Milho no Ceasa. - FOTO: Berg Alves
Leitura:

Com informações da TV Jornal

Na contagem regressiva para o São João de 2021, esta segunda-feira (21) amanheceu agitada no Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa). Um trio pé de serra animava os consumidores que estavam no local aproveitando os últimos dias do Plantão do Milho - quando o local funciona 24h até o dia 24 de junho com vendas de milho. No pátio do milho, a movimentação, que já era intensa nas semanas anteriores, aumentou.

O preço do milho tem agradado bastante quem foi conferir o Plantão do Milho. Antes, a mão com 50 espigas custava em média R$ 35, nesta segunda, o consumidor conseguiu encontrá-la por até R$25.

A dona de casa Maria das Neves resolveu aproveitar logo o preço do principal item dos pratos típicos juninos e garantiu quatro sacas para o São João da família. "Eu prefiro vir antes por causa do preço, da qualidade do milho e da aglomeração", declara Maria.

 

Berg Alves
A mão do milho com 50 espigas custava em média R$35, hoje, o consumidor consegue encontrá-la no Ceasa por até R$25 - Berg Alves
Berg Alves
Últimos dias do Plantão do Milho - evento em que o pátio de vendas funciona 24h, até o dia 24 de junho. - Berg Alves
Berg Alves
A redução do preço encontrado no Plantão do Milho tem agradado bastante quem foi à procura do alimento. - Berg Alves
Berg Alves
Grande movimentação de consumidores e redução dos preços marca os últimos dia de Plantão do Milho no Ceasa. - Berg Alves

As boas vendas no Ceasa são comemoradas pelos vendedores. Hélio José de Oliveira, comerciante há 40 anos no Centro, se diz esperançoso com os últimos dias do Plantão do Milho. "Na semana passada [a movimentação de consumidores] foi fraca, mas graças a Deus de ontem para hoje reagiu. Daqui para sexta vai melhorar, em nome de Jesus, uns 70%", afirma o comerciante. Por fim, Hélio José convida: "O pessoal pode vir que tem mercadoria!"

A solidariedade também não ficou de fora na hora de garantir o alimento para a festividade junina. O motorista e líder comunitário Lenildo Roque, aproveitou o preço do milho para encher o caminhão. Segundo ele, as milhares de espigas serão destinadas a famílias em vulnerabilidade social do bairro do Pina, Zona Sul do Recife, um trabalho realizado por ele todos os anos.

"A gente sabe que neste momento muitas pessoas estão desempregada e isso [o milho] vai chegar em boa hora. Cada comunidade vai receber [o alimento] para 1700 pessoas, cada uma recebendo 10 espigas de milho", relata o líder comunitário.

Comentários

Últimas notícias