Gastronomia

São João no RioMar: entre clássicos e releituras, comidas juninas dominam o mall

De bolo de milho a sorvete de paçoca, são várias as opções para sentir o gostinho da festa tradicional

Márcio Bastos
Márcio Bastos
Publicado em 18/06/2021 às 14:44
Notícia
BEATRIZ LOPES/DIVULGAÇÃO
Bolos típicos do período junino, como o de milho, estão entre as opções do São Braz - FOTO: BEATRIZ LOPES/DIVULGAÇÃO
Leitura:

Mesmo que não se possa comemora o São João do jeito tradicional, com fogueira, bandeirinhas, gente na rua e muito forró, a celebração não deve passar em branco. Até porque, nada como uma boa gastronomia e aquela pitada de memória afetiva para aliviar o peso desse últimos dias (ou meses). Para aproveitar o feriado junino, o RioMar Recife, que fica no bairro do Pina, na Zona Sul da capital pernambucana, conta com opções para quem está em casa com saudade da quadrilha e de dançar forró com os amigos.

Na cafeteria São Braz, o protagonista da cozinha é o milho. Com seu bolo de milho, que vai bem acompanhado por um expresso, como sugestão da casa. A opção também está disponível pela plataforma do RioMar Online. Lá, a primeira compra garante frete grátis ou quando o valor total for acima de R$250.

E entrando no trem das comidas clássicas, o Pé de Moleque do Café do Mercado, ganha um adicional no sabor e vem com queijo coalho por cima. Além dessa opção, se o cliente quiser comer um bolo diferente, é só seguir para a Mr. Black Café e experimentar os bolos de Pé de Moleque e Souza Leão, tradicionais nas festas de São João.

Na Cake & Bake é possível encontrar bolos especiais para essa época do ano, além da doceria, na Dalena, Freddo e Casa Bauducco, o milho continua sendo destaque em bolos e biscoitos. Na Austrália, a queijadinha e canjiquinha são feitas para relembrar que ainda é possível sentir a alegria do São João.

LUANA MONTEIRO/DIVULGAÇÃO
Frisabor preparou quatro sabores para o São João: cocada, tapioca, pé de moleque e canjica - LUANA MONTEIRO/DIVULGAÇÃO

 

Para os amantes do gelato, as sorveterias do mall também prepararam suas surpresas. A pernambucana Frisaborgarantiu quatro sabores para festejar o São João: cocada, tapioca, pé de moleque e canjica. Já na Bacio di Latte, três opções formam uma gelato cheio de sabor: chocolate, caramelo e paçoca.

 

LUANA MONTEIRO/DIVULGAÇÃO
Bacio di Latte conta com três opções para um gelato junino: chocolate, caramelo e paçoca - LUANA MONTEIRO/DIVULGAÇÃO

Mostra São João, Cordel e Cangaço do RioMar expõe itens culturais

Durante o mês de junho, não é apenas a gastronomia que vai ditar o clima de São João no RioMar Recife. O mall recebe a Mostra São João, Cordel e Cangaço. A exposição reúne itens de ícones da música regional, como Luiz Gonzaga e Dominguinhos; do cordel, com J. Borges e José Costa Leite; e no cangaço, Lampião e Maria Bonita, casal que fez história no Nordeste. Com entrada gratuita, a Mostra fica localizada no Piso L3 do centro de compras até o dia 22 de junho.

Com produção da Cactus Promoções e curadoria assinada por Afonso Oliveira, Ângelo Filizola e Anildomá Willams, a exposição tem como objetivo levar o público a uma viagem ao imaginário da cultura popular. Com objetos raros, casas e igreja cenográficas, móveis, fotografias, xilogravuras e documentos, a Mostra reúne pela primeira vez três tradições de grande valor cultural: o São João, maior festa popular nordestina; o Cordel, expressão fantástica da poesia popular; e o Cangaço, com suas histórias de luta, mistérios, arte e política. A história dessas tradições também será contada por meio dos seus ícones e lendários mestres.

>> Celpe e RioMar Recife inauguram estações de recarga para veículos elétricos no mall

>> RioMar Recife abre novo espaço com marcas autorais pernambucanas

>> RioMar Recife recebe primeira loja HUGO do Nordeste

De acordo com Ângelo Filizola, a exposição conta com uma linha do tempo com a trajetória de Maria Bonita e Lampião e possui objetos de grande importância para a cultura. "Temos o óculos do rei do cangaço, o gibão e o chapéu de Luiz Gonzaga usado por ele na foto do LP 'Danado de Bom', o gibão de Dominguinhos usado na gravação, ao vivo, do seu primeiro LP em Fazenda Nova, e uma cortina de literatura de cordel, dos famosos cordelistas e xilogravuristas J. Borges e José Costa leite”, contou.

A exposição é composta por itens de diversos acervos. Da Fundação de Cultura de Serra Talhada, por exemplo, foram levados até o RioMar o óculos de Lampião e a escrivaninha do fotógrafo Sírio-Libanês Benjamin Abrahão, que documentou o cangaço.

PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
IMAGINÁRIO Objetos raros, como gibão e chapéu que pertenceram a Luiz Gonzaga, fotografias, casas e igreja cenográficas integram a mostra - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE
Mostra São João Mostra, Cordel e Cangaço segue no RioMar Recife até o dia 22 de junho - PALOMA AMORIM/RIOMAR RECIFE

Também estão expostos o gibão e chapéu de Luiz Gonzaga e Dominguinhos, que pertencem aos acervos do biógrafo de Luiz Gonzaga, Paulo Vanderley, e da família do sanfoneiro Waldonys. Já dos mestres Costa Leite e J. Borges estão na mostra matrizes de literatura de cordel, matrizes de xilogravuras e ferramentas de seus próprios acervos.

Do acervo do Galo da Madrugada, a Mostra conta com casas e igreja cenográficas que fazem parte do tradicional São João que o clube realiza no bairro de São José, na área central do Recife.

Para a gerente de marketing do RioMar, Denielly Halinski, a mostra busca reunir elementos que evidenciam a cultura da região. “A ideia dessa mostra é unir arte e cultura expressadas na música, literatura e tradições populares tão presentes, principalmente, no período junino”, explicou.

Sobre os curadores

A Mostra São João, Cordel e Cangaço tem três grandes curadores. Afonso Oliveira é produtor cultural, curador, compositor, poeta e artista plástico. Com mais de 30 anos de estrada, ele tem uma trajetória na cultura popular pernambucana.

Já Anildomá Williams é secretário de cultura de Serra Talhada, além de presidente do Museus de Lampião. Anildomá também é ator, diretor teatral, escritor e um dos mais importantes colecionadores da história do cangaço.

Ângelo Filizola, por sua vez, é um produtor cultural com 35 anos de experiência. Filizola tem sua trajetória marcada pela produção da música pernambucana e de importantes eventos, com nomes popular brasileira.

A produção executiva da exposição é de Pedro Francisco de Souza. A designer Carla Gama assina o Projeto Expográfico.

Comentários

Últimas notícias