Mudanças

Pernambuco faz nova flexibilização e libera música ao vivo; veja onde e quais os horários

A medida foi adotada, segundo o governo, devido a mais um registro de queda no número de casos graves de covid-19 no Estado

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 06/07/2021 às 17:11
Notícia
HERMÍNIO OLIVEIRA/AGÊNCIA BRASIL
Fernando de Noronha - FOTO: HERMÍNIO OLIVEIRA/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

Em coletiva de imprensa realizada na tarde desta terça-feira (6), o Governo de Pernambuco anunciou que, devido a mais um registro de queda no número de casos graves de covid-19 no Estado, decidiu autorizar a retomada das apresentações musicais no arquipélago de Fernando de Noronha em horários pré-estabelecidos, bem como a ampliação do horário de funcionamento de bares e restaurantes do local. A medida foi adotada, segundo a gestão estadual, porque cerca de 99% dos moradores da localidade já receberam a primeira dose da vacina contra o coronavírus e a estimativa é que 50% dessas pessoas recebam a segunda dose do imunizante ainda em julho.

>> Pesquisador diz que não há motivo para comemorar dados de Pernambuco em estudo de Harvard sobre covid-19

>> Cirurgias eletivas com anestesia geral já podem ser retomadas em Pernambuco

>> Pernambuco tem recorde de divórcios durante a pandemia da covid-19; veja quantos foram

>> Professores da rede estadual de Pernambuco já podem se cadastrar para receber computador e internet bancados pelo governo

Conforme as informações repassadas pela secretária executiva de Desenvolvimento Econômico do Estado, Ana Paula Vilaça, a partir desta terça-feira (6) os bares do arquipélago poderão ficar abertos até a meia-noite e apresentações de artistas no formato voz e violão poderão ocorrer do meio-dia às 14h e das 17h às 21h. "Apesar das limitações de horários, esse já é um avanço no sentido de contemplar o setor artístico e a retomada da música ao vivo nos bares e restaurantes de Fernando de Noronha, seguindo ainda protocolos sanitários rígidos e ainda sem a realização de grandes festas e shows", afirmou a auxiliar do governador Paulo Câmara (PSB).

Ainda continua proibida a apresentação de bandas na Ilha. Caixas de som de alta potência, festas e shows seguem não permitidos.

Ana Paula Vilaça afirmou, ainda, que as mudanças que serão aplicadas em Noronha podem ser considerada uma sinalização para o restante do Estado, que pode seguir exemplo do arquipélago à medida que a vacinação for ampliada. "Esse é um avanço, uma conquista, uma sinalização para que, em breve, a gente possa retomar também as apresentações musicais no restante do Estado de Pernambuco, desde que os números da saúde nos permitam avançar", pontuou.

Decreto mais recente

Desde a última segunda-feira (5), passou a vigorar o último decreto do Governo de Pernambuco, que possibilita a realização de eventos sociais, com público limitado e sem música ao vivo, e amplia os horários de funcionamento de algumas atividades econômicas. Agora, por exemplo, estão permitidos na Macrorregião 1 - que abrange a Região Metropolitana do Recife, a Zona da Mata e parte do Agreste - casamentos, batizados, formaturas, entre outros eventos, das 8h às 23h, durante a semana, e das 8h às 22h, nos fins de semana e feriados. Apenas 50 pessoas ou 30% da capacidade do local, o que for menor, podem participar dessas celebrações.

Nesta mesma região, bares e restaurantes podem funcionar agora até as 23h nos dias de semana e até as 22h nos fins de semana. Nas Macros 2, 3 e 4, esse horário foi ampliado para as 22h de segunda a sexta e até as 21h nos sábados e domingos.

HÉLIA SCHEPPA/SEI
Secretário estadual de Saúde, André Longo, participou de audiência pública promovida pela Alepe - FOTO:HÉLIA SCHEPPA/SEI

Comentários

Últimas notícias