NOVOS NEGÓCIOS

Gol anuncia aviões elétricos com até quatro passageiros e velocidade de 320 km/h; veja como será operação

Segundo a empresa, esta aeronave pode levar até quatro passageiros e um piloto com um alcance de até 160km. A velocidade pode chegar até 320km por hora

Angela Fernanda Belfort
Angela Fernanda Belfort
Publicado em 21/09/2021 às 13:01
Notícia
Foto: Divulgação/Gol
A expectativa da Gol é de que as novas aeronaves comecem a operar em 2025. Elas podem transportar até quatro passageiros e um piloto e têm um alcance de 160 km. A velocidade máxima pode chegar a 320 km por hora - FOTO: Foto: Divulgação/Gol
Leitura:

A Gol Linhas Aéreas, maior Companhia aérea doméstica do País, em conjunto com o Grupo Comporte, uma entidade de seu acionista controlador, anuncia hoje que assinaram um protocolo de intenções não-vinculante com a Avolon para aquisição e/ou arrendamento de 250 aeronaves elétricas de decolagem e pouso vertical (eVTOL), um dos táxis aéreos mais avançados tecnologicamente, de acordo com informações da empresa. A expectativa é de que a Companhia comece as operações com uma malha aérea brasileira usando aviões eVTOL em meados de 2025.

>> Azul anuncia uma parceria com empresa que fabrica jatos parecidos com 'carros voadores'

A embarcação a ser usada neste novo serviço, o  VA-X4 pode transportar até quatro passageiros e um piloto, com alcance de 160 km (100 milhas) e velocidade máxima de 320 km por hora. A aeronave eVTOL também produz 100 vezes menos ruído do que um helicóptero em voo de cruzeiro, e 30 vezes menos nos momentos de decolagem e pouso.

Ainda de acordo com informações da Gol, A Vertical usou o know-how de parceiros e fornecedores renomados e experientes na indústria aeroespacial, incluindo Honeywell, Microsoft, Rolls-Royce e Solvay, para desenvolver controles de voo avançados, tecnologia da informação, motores elétricos e tecnologia industrial de ponta em sua aeronave VA-X4.

O primeiro passo da nova parceria é a realização de um estudo de viabilidade, incluindo a certificação da aeronave e análise da infraestrutura necessária para operar essa aeronave com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), e outras autoridades aeronáuticas nacionais e internacionais. A Avolon espera concluir o processo de certificação do VA-X4 no Brasil até 2024, com a Companhia iniciando voos comerciais com o eVTOL como parte de sua malha aérea em meados de 2025.

ESTRATÉGIA

O acordo com a Avolon e o Grupo Comporte faz parte, também, da estratégia comercial da Gol de expandir seletivamente no mercado de transporte aéreo regional, abrindo novas rotas para mercados domésticos pouco atendidos. A expectativa é que estas aeronaves sejam implantadas em novas rotas que não são contempladas por aviões maiores. 

Essa decisão foi anunciada em junho do ano passado, quando a GOL adquiriu a MAP Transportes Aéreos, a quinta maior empresa aérea doméstica do Brasil, com uma frota de ATRs de 70 assentos que operam em rotas na região amazônica, a partir do Aeroporto de Manaus, e nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, a partir de Congonhas, o maior aeroporto doméstico do país.

ATUAÇÃO

A Gol opera atualmente uma frota de 127 aeronaves Boeing 737 e transportava, no pré-pandemia, mais de 37 milhões de passageiros por ano. A Companhia planeja fazer a transição de 75% de sua frota para as aeronaves 737-MAX mais eficientes até 2030, que reduzem as emissões de carbono em 16%. A adoção do Boeing MAX e das aeronaves eVTOL, juntamente com outras inovações, tais como o uso de biocombustíveis, formarão os componentes-chave na estratégia da companhia para atingir a neutralidade de carbono até 2050. Mais informações sobre os compromissos da Companhia com a sustentabilidade e metas ESG podem ser encontradas em seu site de relações com investidores: www.ir.voegol.com/br.

Comentários

Últimas notícias