INADIMPLÊNCIA

Compesa lança programa de renegociação de débitos para quem está com as contas em atraso

Os descontos podem chegar a 90% para os clientes que estão com as contas atrasadas e também pode ser feito o parcelamento no cartão de crédito em até 24 vezes

Angela Fernanda Belfort
Angela Fernanda Belfort
Publicado em 26/10/2021 às 13:35
Foto: Agência Brasil
As contas de água atrasadas podem ser divididas em até 24 vezes no cartão de crédito dentro de um programa de renegociação lançado pela Compesa - FOTO: Foto: Agência Brasil
Leitura:

O programa Quita Fácil Compesa chega a segunda edição com propostas especiais de negociação de débitos para clientes da Companhia. Até 31 de dezembro, acordos para contas em atraso poderão ser celebrados com facilidades exclusivas como descontos de até 90%, parcelamento pelo cartão de crédito em até 24 vezes e sem entrada e, ainda, parcelamento com entrada facilitada e de acordo com as condições de pagamento do cliente.

>> Conta de água da Compesa agora pode ser paga em 24 vezes no cartão. Veja como  

Os interessados devem comparecer as lojas de atendimento da Compesa para negociar as condições especiais. As mesmas facilidades também estão disponíveis para negociação direta no aplicativo Compesa Mobile e no site da Compesa (www.compesa.com.br). De acordo com o diretor de Mercado e Atendimento da Compesa, Carlos Júnior, a segunda edição programa Quita Fácil Compesa é uma oportunidade única para os cientes da Companhia.

 

"Reeditamos esta ação que chega oferecendo chances reais de adimplência para os clientes Compesa, com condições de pagamento diferenciadas. No último ano, desenvolvemos algumas soluções para ajudar os pernambucanos nesse período, diante do momento financeiro delicado atravessado por muitas famílias em razão da pandemia, dentre elas, destaque para esse grande programa que oportuniza facilidades inéditas. Esperamos novamente bons resultados vindos das negociações", destaca Carlos Júnior.

 

Pernambuco é o terceiro estado do País que mais gerou emprego formal em setembro

De acordo com o Caged, Estado teve o melhor desempenho do Nordeste para o mês

Pernambuco é o terceiro estado do País que mais gerou emprego formal em setembro

No último mês de setembro, Pernambuco foi o estado do Nordeste com maior geração de vagas de emprego formais, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do governo federal, figurando ainda como o terceiro melhor estado do País nos números de vagas com carteira assinada. No mês, o Estado teve um saldo de 25.732 postos, com 58.708 admissões e 32.976 demissões. Em todo o País o saldo no mesmo período foi de 313,9 mil postos de trabalho. 

No Nordeste o saldo em setembro foi de 90.678 vagas formais.  Atrás de Pernambuco estão Alagoas (16.885), Ceará (13.667) e Bahia (11.345). Em todo o País, a maior geração foi de São Paulo: +84.887 postos, seguido por Minas Gerais (29.029 postos) e Pernambuco: (25.732).

Do lado contrário, com os piores dados, estão Amapá (281 postos), Rondônia (388 postos) e Roraima (546 postos). 

No Estado, a principal contribuição veio da indústria, com 11.546 postos. Só a indústria de transformação teve saldo de 11.392. Os Serviços tiveram a segunda maior concentração de vagas, com 4.573, além do do comércio, incluindo reparação de veículos e motocicletas, que registraram 2.495 postos formais. 

 

 

Comentários

Últimas notícias