EVENTOS

Setor de eventos fará protesto contra restrições do Governo do Estado

O ato acontecerá três dias após o anúncio do Governo do Estado em limitar os eventos em uma capacidade máxima de 3 mil pessoa

Bruno Vinicius
Cadastrado por
Bruno Vinicius
Publicado em 12/01/2022 às 12:34 | Atualizado em 13/01/2022 às 18:39
Allianz Parque: volta de shows com drive-in Allianz Parque em São Paulo/Instagram/Reprodução
Allianz Parque: volta de shows com drive-in Allianz Parque em São Paulo/Instagram/Reprodução
Leitura:

O setor de eventos em Pernambuco fará um protesto contra as novas medidas restritivas para a área nesta quinta-feira (13). Uma mobilização organizada por produtoras, artistas, técnicos fará um percurso do Marco Zero, no Bairro do Recife, até o Palácio do Campo das Princesas, no bairro de Santo Antônio, com concentração a partir das 9h.

O ato acontecerá três dias após o anúncio do Governo do Estado em limitar os eventos em uma capacidade máxima de 3 mil pessoas. Além disso, só terão acesso a eles pessoas com passaporte vacinal com as duas doses, além da testagem com resultado negativo para a covid-19. A regra vale para qualquer concerto ou espetáculo cultural que envolva público acima de 300 pessoas.

A gestão restringiu as medidas depois do crescimento de casos de covid-19 e gripe H3N2 no começo do ano, que marca a janela pós-festas de Fim de Ano, levando a um número de ocupação de UTIs maior que nos últimos meses de 2021.

"O setor dispõe de todos os mecanismos para realizações de eventos 100% seguros, sem levar ao colapso da economia das atividades artísticas, criativas e de espetáculos, único setor que interrompeu suas atividades por quase 2 anos resultando em mais de 450 mil brasileiros desempregados", diz o comunicado dos organizadores do evento.

PROPOSTA

De acordo com eles, o protesto tem como intuito levar propostas ao Palácio do Campo das Princesas "para pleitear uma participação efetiva e de forma alinhada nas decisões com o Governo do Estado sobre o Carnaval e eventos privados que serão tomadas em 31 de janeiro", afirma.

Além disso, o setor propõe que não seja feita a redução de público nesses eventos. "O setor reivindica a realização de trabalhos sem restrição quantitativa de público, e sim, com a apresentação do passaporte de vacinação completo e teste negativo de Covid, sendo com 24 horas de antecedência para exames de antígeno e de 48h para exames de RT-PCR", explica.

Comentários

Últimas notícias