Fórmula 1

Dinheiro não será problema para Mercedes renovar com Lewis Hamilton

Escuderia alemã já vem negociando com o britânico hexacampeão mundial da F-1, enquanto a temporada de 2020 ainda nem sequer começou

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 04/05/2020 às 9:03
Notícia
Foto: CLIVE MASON / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
Mágico na temporada, Hamilton reafirma a hegemonia da Mercedes na década e fica atrás apenas de Schumacher na história - FOTO: Foto: CLIVE MASON / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
Leitura:



Hexacampeão mundial da Fórmula 1, Lewis Hamilton está negociando com a Mercedes para renovação de contrato - o vínculo atual do piloto com a escuderia vai até o final de 2020. As negociações parecem estar seguindo rumo a um acordo, com o chefe da equipe, Toto Wolff, afirmando que dinheiro não será um empecilho.

"Temos muito respeito um pelo outro. Eu sei que contribuição Lewis traz para a equipe como piloto e como marca, e você sempre precisa respeitar isso", disse Wolff ao canal de televisão Sky Sports. O chefe da Mercedes ainda reconheceu, no entanto, que como é dono de 30% da equipe, 30% do dinheiro gasto sairia do bolso dele.

Reservando dinheiro para o futuro

"Um atleta tem um prazo de validade, e eu reconheço totalmente que, como piloto de corrida, você provavelmente poderia continuar até completar 40 anos de idade. Não tenho dúvida de que Lewis terá ainda outra carreira, pode ser fora da pista, e é por isso que sei que o componente financeiro é importante. Trata-se de reservar dinheiro para os empreendimentos futuros", considerou Wolff. Hamilton já tem 35 anos, de forma que seu próximo contrato pode ser o último na Fórmula 1.

Dos seis títulos que Hamilton tem na carreira, cinco foram conquistados pela Mercedes (2014, 2015, 2017, 2018 e 2019). Recentemente, boatos surgiram de que o piloto inglês também estaria negociando com a Ferrari, mas o próprio Hamilton negou, afirmando que já estava na equipe dos sonhos.

Durante este período de paralisação, Hamilton veio a público dizer que estava bem de saúde. "Quero que saibam que estou bem", declarou em 21 de março no Twitter, negando os boatos de que estaria com o coronavírus, após participar de um evento com o ator Idris Elba e a esposa do primeiro-ministro canadense, Sophie Gregoire-Trudeau, que testaram positivo para a doença.

"Tenho zero sintomas e já se passaram 17 dias desde que vi Sophie e Idris", declarou o hexacampeão do mundo de Formula 1.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias