Futebol Internacional

Messi retoma os treinos e Suárez é liberado pelo DM do Barcelona

Expectativa é que o argentino esteja apto para jogar no dia 13, diante do Mallorca

AFP
AFP
Publicado em 06/06/2020 às 16:43
Notícia
MIGUEL RUIZ/BARCELONA/AFP
Craque argentino se recupera de lesão muscular e ficou dois dias de fora dos treinamentos com o elenco - FOTO: MIGUEL RUIZ/BARCELONA/AFP
Leitura:

O atacante do Barcelona, Lionel Messi, treinou pela primeira vez no gramado do Camp Nou, depois de ficar de fora de duas sessões de treinos da equipe, enquanto o uruguaio Luis Suárez recebeu o sinal verde dos médicos para voltar a jogar, informou o clube neste sábado em um comunicado.

O seis vezes vencedor da Bola de Ouro e capitão do Barça (32 anos) sofreu uma "pequena contratura no quadríceps da perna direita" que o fez perder as duas sessões coletivas de treino na quarta e sexta-feira, para as quais ele teve que realizar trabalhos específicos na academia.

Neste sábado, ele treinou no gramado do Camp Nou pela primeira vez, segundo a imprensa especializada espanhola.

Messi retornou ao Camp Nou dessa maneira pela primeira vez desde o colapso do futebol em 12 de março na Espanha, devido à pandemia de coronavírus, mas ele fez um trabalho específico com corridas e exercícios de explosão fora da sessão coletiva, com Nelson Semedo.

"Nos próximos dias ele deve voltar a trabalhar com o grupo", afirmou o Barça na sexta-feira.

Messi pode se juntar à equipe de Quique Setien na segunda-feira, antes do primeiro jogo do Barça na Liga, no sábado, fora de casa contra o Mallorca.

Por sua parte, o atacante uruguaio Luis Suárez, que foi operado no dia 12 de janeiro no menisco externo do joelho direito, recebeu o sinal verde do departamento médico neste sábado para voltar aos gramados, afirmou o clube catalão em um comunicado depois que o jogador fez o treino diário com os companheiros sem sentir dor.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias