Novo manto

Salgueiro apresenta nova camisa e atacante ex-Santa Cruz e Fluminense

Carcará conta com reforço para a disputa do Campeonato Pernambucano, onde está na segunda colocação, com 16 pontos, e encara o Náutico na última rodada

JC
JC
Publicado em 03/07/2020 às 21:23
Notícia
REPRODUÇÃO
Nova camisa do Carcará simboliza o apoio do clube à luta contra o racismo e qualquer outro tipo de preconceito - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

Já tendo iniciado a sua preparação para o retorno do Campeonato Pernambucano, o Salgueiro apresentou duas novidades em live no Instagram, nesta sexta-feira (3). Primeiro, o novo uniforme do clube, uma camisa preta, simbolizando o apoio do Carcará à luta contra o racismo e qualquer tipo de preconceito. A camisa será usada na partida contra o Náutico, pela última rodada do Estadual, no estádio Cornélio de Barros.

Depois disso, veio o novo reforço. Trata-se do atacante Ciel, de 38 anos. O caruaruense tem um vasto currículo pelo futebol brasileiro e do exterior. Ele passou por Santa Cruz, Fluminense, Ceará, além de clubes de Portugal, Emirados Árabes Unidos e e Coréia do Sul. Ele estava atuando no Guarany de Sobral-CE, na disputa do Campeonato Cearense. Em 12 partidas, Ciel marcou seis gols. Ele volta para a sua segunda passagem pelo Salgueiro, já que atuou no clube em 2006 e 2007. O contrato com o time sertanejo vai até o fim do Pernambucano.

A idade avançada não tem sido negativa para o avançado. Isso porque ele vem de bons números na última temporada. Em 2019, ele defendeu o ASA-AL e marcou três gols em sete jogos. Depois, transferiu-se para o Caucaia-CE, onde realizou 23 partidas e balançou as redes 20 vezes.

Continuação do Estadual

O Salgueiro, através do seu presidente, José Guilherme, já se posicionou de maneira contrária à disputa do Campeonato Pernambucano em sede única. A ideia é de que o mata-mata da competição seja disputado na Arena de Pernambuco. Porém, o mandatário já demonstrou sua insatisfação por conta de todo o deslocamento e prejuízo técnico que pode ser causado ao Carcará.

“(A opção de jogar em sede única) Não seria boa. Porque o Salgueiro (time) ganhou o direito de jogar em Salgueiro (cidade) dentro de campo. Garantimos o segundo lugar e o regulamento diz que temos o direito de jogar dentro de casa. Temos a última rodada, que já foi garantido pela Federação Pernambucana de Futebol, que será disputada em seus respectivos estádios. Se o Náutico pode vir disputar uma partida aqui em Salgueiro, por que a semifinal não pode ser disputada aqui de novo? Eu ganhei dentro de campo, com justiça, jogando bola, tendo mais pontos que os outros, vou ter que viajar para Recife, deslocar, ir para hotel e os outros que não ganharam ficam em casa me esperando? Não é justo de jeito nenhum”, afirmou o presidente.

O Campeonato Pernambucano foi interrompido na oitava rodada, com o Salgueiro garantido na segunda colocação, com 16 pontos, conquistando o benefício de não disputar as quartas de final, indo direto para a semifinal e decidindo o segundo jogo em casa.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias