Estadual 2020

"Uns choram e outros riem", diz presidente do Salgueiro sobre arbitragem

José Guilherme relembrou "lambanças" da arbitragem e celebrou o fato de, este ano, a polêmica ter ficado ao lado do Salgueiro

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 06/08/2020 às 11:13
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/ JC IMAGEM
Salgueiro é o campeão do Pernambucano de 2020. - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/ JC IMAGEM
Leitura:

Enquanto Santa Cruz reclama que a equipe coral teve gol legal invalidado na final do Estadual contra o Salgueiro, o presidente do Carcará, José Guilherme, acredita que a arbitragem não errou. A partida realizada na noite da última quarta-feira (5), no Arruda, válida pela volta da final do Campeonato Pernambucano, foi definida nos pênaltis e acabou com título histórico do time do Sertão após vitória por 4x3.

O lance em questão aconteceu aos 13 minutos do primeiro tempo. Fabiano avançou pelo lado esquerdo, deu voltando para Jeremias, que empurrou para o fundo do gol Carcará. Apesar de aparentar posição legal, o assistente Clovis Amaral levantou a bandeira apontando impedimento. A invalidação do gol gerou muita reclamação entre os corais, sobretudo após o resultado da partida.

"Arbitragem é sempre polêmica, uns choram e outros riem. Em 2017 eu chorei muito pelo lance do VAR contra o sport. Ontem eu achei que a arbitragem não errou, já a torcida do Santa Cruz reclama de um gol anulado. No primeiro jogo, eu já achei que teve um pênalti para a gente que o juiz não deu e vai ser sempre a polêmica. Graças a Deus, a polêmica agora ficou para a gente sorrir. A gente já chorou. O Petrolina sofre demais aí (no Recife) com a arbitragem. O Salgueiro já sofreu muito em finais de campeonato, em lances polêmicos", relembrou José Guilherme.

DOR DO PASSADO

O lance descrito como erro da arbitragem pelo presidente do Carcará em 2017 ocorreu no segundo tempo da volta da decisão contra o Sport. O duelo aconteceu no estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro. Diante da torcida, os sertanejos viram o árbitro de vídeo invalidar o gol de Álvaro, após o assistente sinalizar que a bola havia saído no cruzamento. Logo depois, Everton Felipe marcou um golaço e o título acabou ficando com o Leão da Ilha do Retiro.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias