Luto

Velório de Maradona será na Casa Rosada, em Buenos Aires, a partir de quinta-feira

Maradona foi vítima de uma parada cardiorrespiratória nesta quarta-feira

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 25/11/2020 às 18:19
Notícia

ALI BURAFI/AFP
O adeus ao ídolo Maradona acontecerá em um dos cartões postais de Buenos Aires - FOTO: ALI BURAFI/AFP
Leitura:

O velório de Diego Armando Maradona será realizado na Casa Rosada, sede do governo argentino, nesta quinta-feira. Antes, o corpo do craque passará por autópsia na noite desta quarta. Ele morreu aos 60 anos, em casa, após sofrer uma parada cardiorrespiratória.

Em entrevista em frente à casa onde Maradona morreu, o fiscal do Departamento Judicial de San Isidro, John Broyad, adiantou que o corpo do craque não tinha sinais de violência. Ele morreu por volta das 12h (local e de Brasília). Às 16h, policiais científicos começaram a trabalhar no local. Já a autópsia será realizada a partir das 18h. O corpo deixou a residência às 17h15 e foi acompanhado por um comboio policial.

LEIA MAIS

> Maurício de Sousa presta homenagem a Maradona

> Comentarista argentino fala sobre perda de Maradona

> Estrelas do futebol feminino também se despedem de Maradona

> Maradona e Galeano: o ídolo argentino na descrição perfeita do escritor uruguaio

> Messi, Neymar e Cristiano Ronaldo prestam homenagem a Maradona

"Não foi detectado nenhum sinal de criminalidade, de violência. A autópsia será para determinar a causa da morte, mas podemos adiantar que o falecimento se caracteriza por fatores naturais, sem sinal de violência. A autópsia vai esclarecer a causa da morte", afirmou Broyad.

Maradona estava em casa quando se sentiu mal. Familiares e funcionários chamaram uma ambulância para socorrê-lo, mas ele morreu antes mesmo da chegada do veículo da emergência. O ex-jogador tinha deixado uma hospital havia duas semanas após ser internado, onde se detectou um hematoma no cérebro. Ele lutava contra uma série de problemas de saúde.

Além de fornecer a Casa Rosada para o velório, o governo argentino decretou três dias de luto no país. O Boca Juniors havia colocado à disposição o seu estádio, a Bombonera, para a realização do velório de Maradona.

Comentários

Últimas notícias