Medida

Coronavírus: Náutico fecha departamento médico e trata apenas de atletas que passaram por cirurgias recentes

O zagueiro Ronaldo Alves e o atacante Álvaro são exemplos de jogadores que seguem recebendo atendimento no clube

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 25/03/2020 às 15:15
Notícia
Reprodução
Ronaldo Alves foi submetido à cirurgia para reparar ruptura do tendão de Aquiles - FOTO: Reprodução
Leitura:

Depois de suspender boa parte das atividades na sede do clube e do futebol profissional, o Náutico anunciou nesta quarta-feira (25) que praticamente fechou o departamento médico do clube. A medida foi tomada com base nas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde e demais autoriadades sanitárias como parte da contenção ao novo coronavírus. Os atletas em situações menos grave foram liberados, enquanto apenas os que passaram por cirurgias recentes, caso do zagueiro Ronaldo Alves e do atacante Álvaro, seguem fazendo o tratamento no clube alvirrubro.

>>Clubes da Copa do Nordeste não têm vida fácil durante surto do coronavírus

>>Times do Nordeste começam a demitir por causa de paralisações de torneios gerada pelo coronavírus

>>Pronto para cirurgia, Matheus Carvalho não pode operar joelho por causa da suspensão de eletivas  por coronavírus

 O defensor sofreu ruptura do tendão de Aquiles na derrota do Timbu para o Santa Cruz, por 2x0, pelo Campeonato Pernambucano. O jogo aconteceu no dia 1 deste mês. Já Álvaro se machucou durante um treino no CT alvirrubro em 30 de janeiro. Ele teve ruptura do ligamento cruzado e lesão no menisco do joelho. Os dois jogadores foram submetidos à cirurgia em 5 de março.

RECOMENDAÇÕES

"Nosso departamento médico está bem restrito no momento. Após avaliação da diretoria, seguindo recomendação dos órgãos competentes de saúde, nós decidimos dispensar os atletas que estavam no departamento médico. Ficamos apenas com os jogadores que foram operados recentemente, que são Ronaldo Alves e Álvaro. Eles estão fazendo tratamento fisioterápico, em horários específicos, e precisavam deste tratamento para recuperação de forma mais emergencial", comentou o vice-presidente médico do Náutico, Dr. Múcio Vaz. 

Para os atletas enquadrados em lesões menos graves, as recomendações de tratamento vêm sendo feitas por meio de grupo de whatsapp. "Esses jogadores que estavam no departamento médico, na transição e mesmo aqueles que faziam a manutenção, nós orientamos todos e foi criado inclusive um grupo de whatsapp. Qualquer dúvida e intercorrência a gente será acionado", contou Dr. Múcio.

Comentários

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias