Página virada

Náutico: Jean Carlos fala sobre volta após ter covid-19 e mira estreia na Série B

Meio-campista lamentou o tempo que passou parado e quer trabalhar para estar apto para ajudar o Timbu na estreia da Segunda Divisão, diante do Avaí

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 31/07/2020 às 8:06
Notícia

Caio Falcão/Náutico
Jean Carlos voltou a atuar diante do Santa Cruz, depois de 14 dias afastado por conta da covid-19 - FOTO: Caio Falcão/Náutico
Leitura:

O meia Jean Carlos é o principal nome do Náutico com seis gols e quatro assistências no ano. Porém, no retorno do futebol após quatro meses de paralisação, ele acabou desfalcando o Timbu em jogos importantes por ter contraído a covid-19. Retornou contra o Santa Cruz e atuou por aproximadamente 20 minutos. Isso depois de ter ficado duas semanas de quarentena, sem treinar. A volta não foi da maneira que queria, já que não pôde ajudar em outros duelos e o clube não conseguiu a classificação para a final do Campeonato Pernambucano. Porém, virando a página da eliminação, o meio-campista projeta chegar bem preparado contra o Avaí, no dia 8 de agosto, na estreia da Série B.

“É chato, já tinha ficado três meses em casa sem trabalhar. Depois voltamos, tivemos duas semanas para trabalhar, eu estava bem fisicamente, e infelizmente aconteceu essa situação. Fiquei feliz demais por voltar a jogar, tinha me preparado para isso. Mas é complicado você ficar 15 dias sem fazer nada, voltar e conseguir jogar um tempo ou mais”, falou Jean Carlos.

“Esse tempo que a gente vai ter até o jogo contra o Avaí é para trabalho. Estou com a cabeça em dia, passou, já foi. Não conseguimos a classificação. Vou me condicionar, aproveitar esse tempo que temos até o jogo contra o Avaí e ficar à disposição do Gilmar. Se precisar estamos aí, não sei se vai ser 90 minutos ou 45, mas o que ele precisar, com certeza vou estar pronto para ajudar”, acrescentou, destacando a vontade de voltar a ajudar o Náutico.

Inclusive, o diagnóstico da covid-19 foi um baque não só para o meio-campista, mas também para o torcedor alvirrubro, que perderia seu principal jogador por duas semanas. Jean Carlos destacou também que ficou bastante chateado ao descobrir que estava doente, mas ressaltou a gratidão por ter apresentado apenas sintomas leves e ter se recuperado por completo da doença que já vitimou mais de 91 mil brasileiros, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

“Eu não esperava por isso. Quando fiquei sabendo da doença fiquei muito chateado por dias antes da volta não poder entrar em campo. Fiquei chateado, mas agradeci muito por não ter sintomas muito fortes. Assim, como moramos só nós dois, eu e minha esposa nos isolamos. Foi um período chato, pois não podia jogar, mas sei que tem muita gente que está pior. Morrendo ou ficando com sintomas muito piores do que eu tive. Só posso agradecer por não ter nada de mais grave, mas fica a lamentação por não ter ajudado o Náutico nestes três jogos”.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias